Home Serviço Minha mãe

Minha mãe

Caixa Postal

“Minha mãe, mãe de todos, mãe da humanidade, mãe terra, mãe água, mãe Deus. Tudo que gera vida tem coração de mãe. Ser mãe é, ser geradora de vida. É criar, cultivar, cuidar e promover a vida. Em cada coração de homem, há um coração de mãe. Somente quem tem um coração de mãe tem chance vida e de sobrevivência. Mães de todos os rostos, de todos os homens.
Mães sempre mães. Mães, eu te amo porque em mim está teu sangue. Não amar-te é não amar-me. Em mim corre o mesmo sangue que corre em ti. Fui alimentado pelo seu sangue mãe, nao posso deixar de amar-te, mesmo em tuas limitações e fragilidade. Mãe, eu te amo, porque em mim está a tua vida. Amar a ti é amar a vida. Foste meu berço primeiro. Em ti, deitei, sentei, dormi, acordei, nasci. A minha ligação a ti será eterna, porque em mim estão os teus traços, o formato dos meus olhos e até a cor deles, me ligam a ti. Minhas mãos e meus pés e até meu andar, meus passos lentos ou apressados revelam que nasci de ti. Mãe, eu te amo, porque em mim está o teu coração, o teu e o meu coração bateram juntos por nove meses. Viveram a mesma vida. Impulsionaram o mesmo sangue. Mãe, eu te amo, porque em mim está o teu jeito de vida. Há palavras e gestos, o jeito de olhar e andar que se tornaram irmãos, em mim e em ti. Já não sou eu que vivo em mim. Tu estás em mim, caminhas comigo. Dormes comigo. Por mais que te deixe e te esqueça, tu estás em mim.
Por tudo isso, sou obrigado, mãe, a amar-te. Amar em tua grandeza e em tua fragilidade. Amar-te em tua bondade e em tua teimosia. Amar-te, ontem, hoje e sempre. Nascemos para nãos mais sermos dois, mas, um só, cada um seguindo o seu caminho, mas os dois, no destino do mesmo ponto de partida e no mesmo ponto de chegada. Amar a mãe que está em mim, é o novo jeito de viver. Que assim seja.”

Ass: Aurea Madalazzo – Presidente MDB Mulher
(Transcrito Ipsis Litteris)

Compartilhe:

Deixe uma resposta

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com