Home Opinião Opinião

Opinião

Abençoado
O presidente Lula só pode ser mesmo um raro abençoado nesse mundão de acontecimentos. No exterior, sobressai-se, ganha títulos honoríficos de organizações internacionais, é prestigiado, reconhecido, “é o cara”. No plano interno, jamais o Brasil teve tantas ocorrências maléficas à administração pública como no seu governo: corrupção comprovada por vídeos e áudios, ministros incompetentes, propaganda enganosa, parlamento inoperante e submisso, e, para nossa surpresa, ele continua numa boa com tudo. Falamos mal do seu governo e a pesquisa fala bem do presidente.

Se a moda pega!
Essa do STJ decretar a prisão do Arruda numa sexta-feira, véspera de Carnaval, e do ministro Marco Aurélio ter ratificado a sentença, para que ele passasse todo o Carnaval numa cela/sala na Federal, não tem preço. Imagina os planos que ele tinha de passar o Carnaval, sei lá onde! Uma grande sacada da justiça brasileira.

Mensaleiros não perdem por esperar
A prisão do governador ocorreu por conveniência da instrução criminal, em virtude de estarem os acusados interferindo na instrução criminal, tentando subornar testemunhas para fazer desaparecer as provas do crime e aliciando pessoas para o mesmo fim. Os mensaleiros do PT ainda não tentaram tal proeza, mas, se o fizerem, também serão encarcerados antes do “veredicto”. Após este, também verão o “sol nascer quadrado”.

Carrasco dos aposentados
Em menos de oito anos aumentou a dívida brasileira em mais de R$ 1 trilhão. Mensalões, ambulâncias superfaturadas, golpes e mais golpes, congressistas corruptos e ladrões. Para beneficiar grupos financeiros que vendem previdência privada, o governo deixará todos os aposentados do país ganhando apenas um salário mínimo, bem menos do que seus filhotes de Bolsa Família e outros bolsistas, comprando-lhes suas consciências, alimentando desocupados e negando emprego a milhões de brasileiros.

Hackers continuam o ataque
Uma quadrilha de hackers presa pela polícia clonava cartões de estrangeiros e jogava o dinheiro na conta de comerciantes de Curitiba. Agora, tentam açambarcar o parco capital de idosos. Lamentável, apenas isso.

Cartolas e suas caixas-pretas
É impressionante e curiosa a continuidade e quase eternidade dos dirigentes das federações e confederações desportivas no Brasil. São os mesmos sempre. Que interesses inconfessáveis que existem por trás? A quem interessa esse continuísmo? Os parlamentares federais e estaduais sérios deveriam estar atentos e tomarem uma posição perante isso, e buscar descobrir o que há nas “caixas-pretas” dessas entidades.

Pedágios x IPVA
Mazela não é a existência de praças de pedágio, onde só paga quem transita nas rodovias em condições seguras. Mazela é a malversação dos impostos (IPVA, Cide, taxas de licenciamento, etc.), que todos pagam e não se vê retorno nenhum.

Impostos dos combustíveis
Se fosse informado em cada abastecimento sobre o total de impostos que paga pelo combustível (um dos mais caros do mundo!), o cidadão mudaria o foco da discussão das praças de pedágio para os gabinetes dos interessados na manutenção destes impostos.

Enquanto isso, políticos…
…ficam usando de sofismas para se manter na mídia, já que por seus próprios trabalhos não merecem destaque. O estado (federação, estados e municípios) não abre mão da arrecadação dos impostos dos proprietários dos veículos, das alíquotas dos impostos sobre a produção e comércio do combustível e do ISS advindo da cobrança do pedágio.

Compartilhe: