Home Notícias Voz do Povo Tumulto no INSS: agência breca entrada e gerência explica que sistema caiu

Tumulto no INSS: agência breca entrada e gerência explica que sistema caiu

Só era atendido com agendamento. (Foto: Laura Testoni)

Até a polícia Militar foi chamada no INSS de Itajaí nesta terça-feira. Uma confusão começou porque um pessoal foi barrado ao tentar entrar na agência. I.S.F., 45 anos, é gerente de departamento pessoal e foi acompanhar uma amiga ao INSS esta manhã. Ela chegou às 11h e até perto das 13h não tinha conseguidoentrar.
Quando ela e a amiga chegaram, foram avisadas pelo segurança que a agência estava sem sistema e só estavam sendo atendidas as pessoas com agendamento. Ela pediu para aguardar dentro da agência até que o sistema voltasse. A entrada no local foi negada. I. se revoltou porque alguns advogados entravam na agência e até outras pessoas que nem tinham feito o agendamento. “Quando o pessoal saía, a gente perguntava se tinham conseguido atendimento e eles diziam que estava funcionando normalmente. Perguntávamos também se eles tinham feito agendamento e eles diziam que não”, conta.
O segurança também teria sido grosso com I. “Ele virou o crachá. Eu perguntei o nome dele por educação e ele foi grosseiro dizendo que não falaria”, conta. I. ligou para a empresa terceirizada responsável pela segurança e fez a reclamação. Eles ficaram de retorná-la.
A reclamante ligou para a polícia Militar a fim de registrar o impedimento da entrada à agência e agora vai procurar o MP para entender o motivo.
Rógerio, o gerente do INSS, explicou ao DIARINHO que o sistema caiu por volta das 10h, por conta de quedas de energia. De acordo com ele, a internet caía com as oscilações de energia e isso deixava o sistema indisponível. “A agência estava cheia de pessoas para serem atendidas, então determinei que os vigilantes só deixassem entrar quem tivesse agendamento, porque não daríamos conta de atender a todos”, explica. No caso dos advogados terem acesso, o gerente explica que eles têm atendimento preferencial por determinação judicial.
O gerente orientou o pessoal que não tinha conseguido atendimento a ligar no 135 ou no site do INSS para conseguir esclarecer as dúvidas. “Essas dúvidas que tiramos no balcão também podem ser feitas pelos call centers”, diz.
Rogério também contou que a mesma moça que “fez o tumulto”, no caso I., já teve outros problemas ali na agência. “Já teve outro caso de me xingar”, conta.

Compartilhe:

Deixe uma resposta

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com