Home Notícias Voz do Povo Secretaria de educação e professora negam acusação de agressão a criança de três anos

Secretaria de educação e professora negam acusação de agressão a criança de três anos

Funcionária é efetiva no município há 20 anos e nunca teve reclamações

A secretaria municipal de Educação de Itajaí emitiu uma nota oficial na manhã desta sexta-feira, 17, após a mãe de uma criança de três anos acusar a professora assistente por maus tratos. O suposto caso teria acontecido terça-feira, 14, na creche Sagrada Família, no bairro Fazenda, mas a direção do centro infantil nega o problema. Ao ser questionada, a mãe disse que não solicitou o exame de corpo de delito na criança.

Em nota, a secretaria de educação afirma que ouviu a professora acusada, além da outra profissional que estava em sala de aula, e as duas negaram os maus tratos. Também foram ouvidas as mães de outros alunos e essas afirmaram que os filhos nunca foram mau tratados na creche.

A professora assistente é funcionária efetiva da rede municipal há 20 anos e só na creche Sagrada Família está há 15 anos. O município ofereceu vaga para a criança em outra creche, mas até o momento a mãe ainda não teria retornado.

Leia a nota na íntegra:

“A Secretaria Municipal de Educação de Itajaí informa que, imediatamente após a denúncia, iniciou a averiguação da suposta agressão relatada pela mãe da criança. Todos os funcionários do CEI, outra agente que estava na sala de aula e, inclusive, a servidora acusada, foram ouvidos. Todos negaram a acusação.

Foram ouvidas também mães de outras crianças da mesma sala de aula para verificar se tinham alguma reclamação contra a profissional. A resposta foi que não tinham nada contra a agente de educação acusada.

A profissional é efetiva da rede municipal de educação há 20 anos e só no Centro de Educação Infantil Sagrada Família presta serviço há mais de 15 anos, sem nunca ter tido nenhuma conduta que a desabonasse.

A Secretaria Municipal de Educação, em contato com a mãe, solicitou o documento de corpo de delito da agressão denunciada, mas a mesma respondeu que não foi feito encaminhamento, tendo em vista que a criança não apresentava nenhum sinal que tivesse sofrido agressão.

A Secretaria Municipal de Educação também ofereceu à mãe uma vaga em outra creche das proximidades. Entretanto, a mãe disse que avaliaria a proposta e até o presente momento não deu uma resposta. Foram tentados inúmeros contatos com a mãe da criança na manhã de hoje (17), mas o telefone encontrava-se desligado.

A Secretaria Municipal de Educação de Itajaí ressalta que repudia qualquer ato de violência, tanto física quanto moral, e que todos os fatos são apurados com seriedade.”

Compartilhe:

Deixe uma resposta

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com