Home Notícias Voz do Povo Orelhões da Penha tão quebrados ou podrões

Orelhões da Penha tão quebrados ou podrões

Representante comercial precisa usar aparelhos pra ligar pro 0800 e não consegue

Povão pode denunciar telefones com problemas no site da OI

O representante comercial Eduardo Cruz, 67 anos, de Penha, está na bronca com a falta de orelhões na cidade. “A gente não encontra. Mesmo quando encontra, ou tá estragado ou em péssimas condições”, reclama.
Eduardo não tem mais uma linha fixa de telefone, só celular. Quando precisa ligar para empresas ou serviços com 0800, não tem outra alternativa que os telefones públicos. “Hoje você não consegue falar com os fones 0800, pois a maioria não recebe mais ligações via celular”, conta.
À caça dos orelhões, Eduardo diz que não achou nenhum em funcionamento em Penha. Ele foi até Balneário Piçarras, onde encontrou um, mas mal cuidado. “Dá até nojo de você pegar porque tá podre”, detalha.
O morador pede que a operadora Oi, responsável pelo serviço, ou mesmo as prefeituras cuidem melhor dos aparelhos, pois ainda servem à população.
A assessoria de imprensa da agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) diz que a responsabilidade pela manutenção dos telefones públicos é da prestadora de telefonia de cada região. Em Santa Catarinaé a Oi, empresa que tá no meio de um processo de recuperação judicial.
Pelas regras, as operadoras são obrigadas a instalar orelhões em cidades com mais de mil habitantes. O DIARIão conseguiu contato com a assessoria de imprensa da empresa.

Vandalismo
Dados da Oi, divulgados em 2016, apontam que seriam 35 mil aparelhos em Santa Catarina, dos quais 10% são danificados todos os meses.
Conforme a operadora, o principal motivo que prejudica a manutenção e desestimula o uso são atos de vandalismo e depredação dos equipamentos.
A empresa aceita denúncias de vandalismo ou de mal funcionamento através do site www.oi.com.br/oi/oi-pra-voce/planos-servicos/oi-fixo/servicos/orelhao/denuncie-vandalismo/.

Castigo pelo serviço meia-boca

Por determinação da Anatel, em Santa Catarina e em outros 14 estados brasileiros as ligações feitas de orelhões para telefones fixos são gratuitas até 30 de março de 2018.
Confira os estados onde a gratuidade tá valendo: Alagoas, Amazonas, Amapá, Bahia, Ceará, Espirito Santo, Maranhão, Pará, Paraíba, Pernambuco, Piauí, Rio Grande do Norte, Roraima e Sergipe.

Compartilhe:

Deixe uma resposta