Home Notícias Voz do Povo Moradora questiona apreensão de veículo e reclama de “arrogância” dos guardas de Balneário

Moradora questiona apreensão de veículo e reclama de “arrogância” dos guardas de Balneário

S.B.R. mora em Itajaí e tirou o domingo, 16 de junho, pra passear com o marido pela rodovia Interpraias, em Balneário Camboriú. Mas o que ela não esperava era tamanho incômodo. O carro acabou retido em uma blitz da Guarda Municipal por estar com o para-brisa rachado.

S.conta tinha certeza de que seriam liberados da blitz, porque tanto os documentos do carro quando os do marido estavam em dia. A reclamante conta que tentaram explicar que uma cancela do pedágio não abriu há poucos dias e acabou trincando o vidro, mas ela diz que o coordenador da blitz nem lhe deu ouvidos e foi arrogante. “Ele não nos ouviu quando tentamos explicar o motivo da rachadura no para-brisa, só comentou rapidamente que conversasse com outra agente”, disse.

O casal tentou novamente explicar o caso pra tal agente, mas também não deu certo. “Ela também não nos deu atenção e sugeriu uma coisa ridícula e absurda, dizendo que deveríamos fugir do local assim teríamos menos transtorno”, detalhou S.

S. teve o carro levado ao pátio e só conseguiu tirá-lo na terça-feira. Ela e o marido perderam a segunda-feira de trabalho tentando retirar o carro do pátio, mas com a demora em resolver os documentos e a troca do para-brisa dentro das seis horas de atendimento da delegacia (das 12h ás 18h), só conseguiram a liberação no outro dia. Ao todo, o casal gastou R$ 800 incluindo tarifas de pátio, vistoria, para-brisa novo e guincho.

A secretaria de Segurança Pública de Balneário Camboriú, responsável pelos guardas municipais, explicou que as falhas em para-brisas ensejam a apreensão do veículo, como consta no Código de Trânsito. Por isso, segundo o órgão, os donos do carro, no caso o motorista, devia ter chamado um guincho na hora em que quebrou o para-brisa. “O agente de trânsito agiu corretamente”, explica a nota.

Sobre a suposta arrogância que S. reclama dos agentes, o secretário da Segurança de Balneário Camboriú, David Queiroz, se colocou à disposição pra “atender a reclamante, para ouvir a denúncia e instaurar os procedimentos adequados”.

Compartilhe:

Deixe uma resposta

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com