Home Notícias Voz do Povo Mau cheiro e o despejo direto de poluentes no rio continuam, dizem moradores

Mau cheiro e o despejo direto de poluentes no rio continuam, dizem moradores

Mau cheiro e o despejo direto de poluentes no rio continuam, dizem moradores. Foto: denunciante

Os problemas de moradores do bairro Cordeiros, em Itajaí, com a indústria de Farinha de Peixe Kenya continuam. Na tarde de terça-feira, um vizinho usou as redes sociais pra relatar sua indignação com o mau cheiro e o despejo de dejetos no rio Itajaí-Mirim.

“O que adianta a prefeitura fazer tratamento na água que iremos pagar todo mês? Isso é crime ambiental? Sem falar no mau cheiro que está muito forte”, cita um trecho da publicação.

A denúncia é recorrente, pois o DIARINHO já publicou outras matérias sobre o caso algumas vezes. Os moradores já fizeram até um abaixo assinado, mas segundo o denunciante, “nada foi feito”.

Pra ele, é de admirar que a prefeitura e a fundação do Meio Ambiente de Itajaí liberem alvará para essa empresa trabalhar. Ele ainda pede que os vereadores da cidade façam alguma coisa pra ajudar os moradores daquela região.

O DIARINHO questionou a prefeitura de Itajaí sobre como andam as fiscalizações no local e se a empresa atua dentro da legislação no que diz respeito ao despejo e ao mau cheiro. A prefeitura não deu retorno ao DIARINHO até o fechamento desta publicação.

Compartilhe:

Deixe uma resposta

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com