Home Notícias Voz do Povo Justiça manda liberar mais vagas nos exames de CNH

Justiça manda liberar mais vagas nos exames de CNH

Ciretran não foi intimado da decisão, mas garante que não há atrasos nos exames

 

Reclamação de demora é de auto-escolas

justiça deu parecer favorável ao recurso contra a decisão que limitava em 12 o número de alunos selecionados por autoescola, a cada semana, para fazer os exames teóricos da carteira Nacional de Habilitação (CNH) em Itajaí. A decisão foi do desembargador Helio David Vieira Figueira dos Santos, ainda no final de maio.

Com a informatização do sistema, as provas pra tirar a CNH passaram a ser através de computadores. A CFC Liderança, no bairro São Vicente, alega que a mudança trouxe dor de cabeça para o centro de condutores.

Com apenas 12 computadores disponíveis, a 4ª circunscrição Regional de Trânsito (Ciretran) de Itajaí limitou em 12 o número de alunos chamados a cada semana.

Com mais de 200 alunos esperando, a CFC Liderança apelou à justiça. A empresa entrou com um mandado de segurança e, por meio de liminar, solicitou que os alunos pudessem fazer o exame de forma escrita. O pedido foi negado pela juíza Sônia Moroso.

O entendimento do desembargador Hélio, no entanto, é que a espera traz não apenas prejuízos financeiros às autoescolas, mas também constrangimento e fere os direitos do consumidor.

“A modernização do exame serve, certamente, para facilitar e melhorar o serviço, o que, a princípio, não está ocorrendo, já que a demanda é maior que a capacidade do organismo”, completa.

Na decisão, o desembargador estipulou o prazo máximpo de 30 dias pra que os alunos na fila de espera façam o exame teórico, por meio eletrônico ou não, sob pena de multa diária no valor de R$ 200.

A CFC Liderança diz que a liminar já surtiu efeito prático. Segundo o diretor de Expansão da empresa, Luiz Fernando Rodrigues, de 12 alunos por semana, agora estão sendo chamados de 60 a 70.

“A gente preza pela velocidade com que o nosso aluno tira a carteira. Por isso, se acontecer de novo [os atrasos], vamos usar essa decisão para forçar a Ciretran a abrir mais turmas”, explica Luiz Fernando.

 

Ciretran desmente atrasos nos exames

O delegado Regional de Itajaí, Angelo Frageli, diz que não tinha conhecimento da decisão judicial. Ele garante que a Ciretran ainda não foi intimada da decisão, mas adiantou que o “objeto da ação” foi perdido, já que não há fila de espera para fazer exames teóricos.

Jefferson Gomes dos Santos, supervisor da 4ª Ciretran, informou que no mês de maio, a Ciretran começou a aplicar os testes também no período da manhã para atender a demanda dos centros de condutores. 

Ele explica que não há pendências ou atrasos com a CFC Liderança em relação as provas teóricas. “Foram antecipadas várias turmas com a realização de provas também no período da manhã. O próprio CFC não preenche turma completa quando há vagas disponíveis ultimamente”, informou.

Todas as provas estão sendo feitas via computador.

Compartilhe:

Deixe uma resposta

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com