Home Notícias Voz do Povo Ex-funcionário da Havan é demitido por justa causa e faz denúncia nas redes sociais

Ex-funcionário da Havan é demitido por justa causa e faz denúncia nas redes sociais

Mateus era funcionário há quase dois anos. (Foto do leitor)

Mateus Anatolio Gomes, de 24 anos, era, até sábado, operador comercial e caixa na loja de departamento Havan, de Porto Belo, onde mora há 18 anos. Ele foi demitido por justa causa depois de um ano e seis meses de empresa, mas diz que houve uma injustiça.

Mateus admite que na semana passada se desentendeu com um cliente. “Concordo que não foi o mais certo, mas me senti muito humilhado pelo cliente”, escreveu em um desabafo nas redes sociais.

Ao DIARINHO, o ex-funcionário disse que o cliente começou a discussão, mas ”ficou só nisso”.  Segundo Mateus, testemunhas presenciaram a cena e perceberam que o cliente estava um pouco alcoolizado e chamou a gerência e fez a reclamação.

Mateus não entende o motivo de ter sido demitido logo de cara e ainda por justa causa. Ele contou que nunca sequer foi alvo de reclamações, pelo contrário. Em uma campanha interna, ele recebeu vários cartões de ótimo atendimento.

“Uma só reclamação fez com que a gerente me demitisse. Não levei advertência, não levei suspensão, simplesmente levei uma justa causa”, diz. O ex-funcionário disse que vai processar a loja e a gerente.

Além disso, Mateus diz que desde agosto de 2018, quando a nova gerente entrou, muitos transtornos, descontentamento e demissões surgiram na empresa. Segundo ele, a equipe recebeu a gerente “de forma mais calorosa que podia”, mas não foi isso que recebeu em troca.

Mateus conta nas postagens que até clientes já presenciaram ela gritar com subordinados. “Colaboradores tiveram que fazer acompanhamento psicológico”, denuncia.

Mateus conta que muitas demissões sem “justificativa decente” começaram a surgir. Ele conta que a situação chegou a um ponto que os funcionários iam trabalhar sem ter a certeza de que teriam o emprego ainda no dia seguinte. “Te pergunto, será que está certo uma pessoa brincar com a vida das outras? Pois todos temos casa e contas para pagar”, questiona.

Na publicação que fez no Facebook, Mateus marcou o dono das lojas Havan, Luciano Hang. “Marquei mas ele não se pronunciou sobre o assunto”, diz Mateus.

O DIARINHO também entrou em contato com a assessoria da loja, mas disseram que “a Havan não vai se manifestar sobre o assunto”.

Compartilhe:

Deixe uma resposta

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com