Home Notícias Voz do Povo Caiu no conto do lote e perdeu a terra e o dinheiro

Caiu no conto do lote e perdeu a terra e o dinheiro

Mulher descobriu que tinha caído no golpe quando viu uma construção no terreno

Rosa tomou preju de R$ 18 mil

A compra de um terreno pode ser o início de um sonho para muitos, mas para alguns compradores do loteamento Vila Mar, em Barra Velha, está se tornando um pesadelo. Quem conta a história é Rosa Maria Carradore.
Em 24 de abril de 2016, Rosa viu uma oferta em um grupo do Facebook de vendas e trocas.
O terreno, na rua 1454, no bairro Itajuba, custava R$ 30 mil e fazia parte do loteamento com mais 100 terrenos. Ela fechou negócio com J.A.V.S. e pagou R$ 18 mil.
Logo após o pagamento, teve a primeira surpresa: outra construção começou a ser erguida no terreno. Rosa foi atrás de informações e descobriu que o terreno também tinha sido vendido para outra pessoa.
Rosa percebeu que tinha caído em um golpe. Toda a negociação foi realizada por intermédio do corretor P. R.J., que não possui CRECI. Ela registrou o caso na delegacia e também procurou a prefeitura, que disse que não poderia ajudar em nada. JS

Loteamento tá ok, diz prefeitura

Oziel Ferreira, topógrafo da secretaria de Planejamento, explica que o loteamento é antigo, da década de 80, e foi aprovado pela prefeitura.
Pessoas que compraram lotes abaixo do valor de mercado foram as lesadas. “A prefeitura não pode se envolver. Não é ela que está comercializando os lotes. As pessoas têm que consultar o registro de imóveis antes de comprar”, diz.
O topógrafo orienta as pessoas a consultarem a matrícula, o regisgtro do IPTU e o registro de imóveis para verificar a última averbação e a confirmação de quem é realmente o dono do terreno. Somente após esses trâmites, a pessoa deve entregar dinheiro a um vendedor.
Para quem caiu no golpe, o topógrafo orienta a procurar um advogado para tentar reaver o dinheiro.
Foi justamente o que Rosa fez. O advogado dela está reunindo material para entrar na justiça contra os envolvidos, alegando estelionato e formação de quadrilha.

franciele
Formada em Jornalismo pela Univali, com MBA em Gestão Editorial. fran@diarinho.com.br
Compartilhe: