Home Notícias Voz do Povo Bebê morre durante parto e família acusa hospital

Bebê morre durante parto e família acusa hospital

A alegria da chegada do primeiro filho terminou em tragédia para uma família do bairro Cidade Nova, em Itajaí. O bebezinho Israel Dunka Lonheski morreu durante o parto, na madrugada de segunda-feira, após, segundo a família, os médicos do hospital Marieta Konder Bornhausen se recusarem a fazer uma cesariana e insistirem no parto natural.

Ana Paula Dunka Lonheski e o pedreiro Alexasander Lonheski, ambos de 25 anos, fizeram todo o pré-natal de Israel no posto de saúde do bairro Cidade Nova, em Itajaí. Na sexta-feira, a mãe procurou o hospital Marieta sentindo dores, mas a internação não foi feita porque ejá ouviu que não estaria na hora da criança nascer.

No domingo, as dores de Ana Paula aumentaram e ela voltou a procurar o hospital. “Foi feita a internação e aplicado o primeiro remédio para indução do parto, mas nada acontecia. Passadas seis horas foi aplicado mais um remédio para a indução, e ela já estava com muitas contrações, dores e com alguns centímetros de dilatação. Nesse meio tempo, a mulher teve sangramentos mas o “procedimento era classificado de normal”, contou Verônica Dunka, irmã de Ana Paula.

Por volta das 23h de domingo, a bolsa se rompeu, mas o bebê não nascia. “Começou todo o sofrimento. Colocaram todas as ferramentas possíveis para retirar o bebê de dentro da barriga da mãe. Até que meu cunhado suplicou para fazer uma cesárea, pois nem a mãe e nem o bebê estavam aguentando tanto sofrimento”, conta.
A irmã de Ana Paula conta que os batimentos cardíacos do bebê diminuíram e a médica resolveu fazer uma cesárea de emergência. O bebê teria vindo ao mundo vivo, mas não resistiu e faleceu logo após a cirurgia.

A família registrou o caso na polícia Civil, porque espera que a morte de Israel seja investigada. “O que mais revolta a gente é saber que esse não foi o primeiro caso, que existem outras famílias que tiveram que passar por isso. Queremos mostrar que isso está errado e a morte de um bebê não pode ser mais um número”, desabafa Verônica.

O hospital Marieta informou, através de uma nota, que vai abrir uma sindicância para apurar o caso. A direção disse que presta condolências à família.

Segunda morte em dois meses

Essa é a segunda morte de bebê durante o parto noticiada pelo DIARINHO em menos de dois meses. No dia 19 de julho, a bebê Isabely Sophia Ramos morreu logo após nascer no hospital Marieta. A família também acusou o hospital de negligência pelo mesmo motivo: demora no parto de Gabriela Helena França, 27. O pai da criança, Roque Michel Ramos, 30, também registrou o caso na polícia Civil.

Família preparou o quarto de Israel com muito amor e carinho

Fran Marcon
Formada em Jornalismo pela Univali, com MBA em Gestão Editorial. fran@diarinho.com.br
Compartilhe:

Deixe uma resposta

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com