Home Notícias Variedades Cientistas descobrem nova espécie de ratazana gigante

Cientistas descobrem nova espécie de ratazana gigante

O roedor é quatro vezes maior do que as espécies já conhecidas e pode chegar a meio metro de comprimento.

O pesquisador do Field Museum, da Universidade de Queensland, na Austrália, procurava pelo bicho desde 2010. Mas nunca havia conseguido encontrá-lo.  Foi nas Ilhas Salomão, a 1.800 km da Austrália, que o novo bicho foi encontrado. Lá já têm outras oito espécies de ratazanas, mas essa é a primeira nova descoberta em 80 anos.

Da mesma família de ratos e camundongos ( Muridae ), a nova espécie, chamada romys vika , já fazia parte do folclore da ilha. O animal, que chega a atingir quase meio metro de comprimento, vive entre as árvores e se alimenta de castanhas que abre com seus dentes.

 Na ilha onde foi encontrada a ratazana gigante, existem também mamíferos que vivem não são encontrados em nenhum outro lugar do planeta. “Quando conheci o povo da ilha Vangunu, eles me contaram sobre uma ratazana nativa que eles chamavam de vika, que vivia nas árvores”, diz Tyrone Lavery, biólogo australiano que fez a descoberta.

O rato recém-descoberto tem um longo e escamoso rabo, que os pesquisadores acreditam que o ajuda a se agarrar quando passa de uma árvore para outra.

Os ancestrais do bicho provavelmente viajaram até as ilhas em pedaços de vegetação flutuante. Uma vez ali, eles evoluíram para ter dentes grandes e afiados que usam, de acordo com a população local, para mordiscar castanhas e coquinhos.

A espécie provavelmente será classificada de imediato como em perigo crítico de extinção devido à ameaça que sofrem da indústria madeireira. Cerca de 90% das árvores das ilhas já foram derrubadas.

 

Elaine Mafra
Jornalista formada pela Univali em 2006. elaine@diarinho.com.br
Compartilhe:

Deixe uma resposta

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com