Ponto positivo

Ponto positivo
O Marcílio Dias foi a Joinville no sábado e, por detalhes, não voltou da Arena com os três pontos. Dominando boa parte do jogo, principalmente no primeiro tempo, o Marinheiro poderia ter vencido o jogo se tivesse convertido as chances criadas e não tivesse cometido sua única falha defensiva no jogo, pelo lado esquerdo da defesa. Apesar dessa impressão de que a vitória estava bem mais perto do rubro-anil do que do JEC, o empate coloca o Marcílio em uma condição muito boa na tabela.
O Marinheiro segue na segunda posição, atrás apenas dois pontos do Brusque. A liderança ainda é possível nos dois jogos que faltam, mas o mais importante no momento é garantir o G4. E esse objetivo está bem próximo, já que basta uma vitória contra o Tubarão, no próximo domingo, em Itajaí, para garantir a vantagem de decidir em casa as quartas de finais.

Nathan ou Pitty?
A principal dúvida no Marinheiro é quem deve ocupar o posto de meia armador da equipe. Apesar de uma atuação contra o JEC abaixo do que vem apresentando na competição, Nathan vem exercendo bem a função como titular, principalmente pela sua velocidade e facilidade de atacar os espaços quando necessário. Porém, Nathan também pode render muito bem em uma das pontas e Guilherme Pitty é um autêntico camisa 10. Ele é o único jogador do elenco com a característica de cadenciar mais o jogo quando é preciso e também de dar um passe decisivo que coloque algum atacante em condição de marcar. Contra o Joinville o Marcílio errou muito o último passe antes da finalização e Pitty é uma boa solução para isso. Uma dúvida boa que Moisés Egert tem para o restante do campeonato, principalmente pensando no mata-mata. O treinador diz que fez a opção por Nathan no sábado porque o jogador estava indo muito bem na função e ele queria mais velocidade na etapa inicial.

Arbitragem ruim
O árbitro Bráulio da Silva Machado voltou a fazer uma arbitragem ruim em uma partida do Marcílio. Medalhão do quadro da Federação Catarinense, Bráulio exagerou nos gestos e broncas para jogadores e o técnico Moisés Egert, que foi expulso nos acréscimos do segundo tempo. O comportamento desnecessário do árbitro irritou atletas e o treinador. Bráulio também não teve critério na aplicação de cartões, usando critérios diferentes na hora de dar o amarelo para jogadores do Marcílio em relação a faltas parecidas cometidas por jogadores do JEC que não foram punidas com cartão.

Jogo decisivo
Uma vitória no domingo garante o Marcílio no G4, por isso o Gigantão precisa estar lotado. A equipe Show de Bola transmite a partida a partir das 15h30 na rádio Univali FM (94,9) e na Web Catarina.

Ponto positivoO Marcílio Dias foi a Joinville no sábado e, por detalhes, não voltou da Arena com os três pontos. Dominando boa parte do jogo, principalmente no primeiro tempo, o Marinheiro poderia ter vencido o jogo se tivesse convertido as chances criadas e não tivesse cometido sua única falha defensiva no jogo, pelo lado esquerdo da defesa. Apesar dessa impressão de que a vitória estava [...]Assine o Diarinho
Conteúdo ilimitado do site por apenas
R$ 0,53 por dia no plano anual.
Se já possui cadastro ou é assinante faça o login
Acesso a 10 matérias por mês.
Faça o cadastro e tenha acesso a
10 matérias por mês.
Coluna do Janio
Coordenador de esportes da Rádio Univali na empresa Universidade do Vale do Itajaí.
Compartilhe:

Deixe uma resposta

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com