Home Notícias Polícia Vídeos flagram agressões policiais em Santa Catarina

Vídeos flagram agressões policiais em Santa Catarina

Dois vídeos que circularam por todo o Brasil chamaram a atenção pela violência policial na segunda-feira. Em Lages, um PM de folga e a esposa agrediram as vizinhas de apartamento com cassetete. Em Guabiruba, policiais militares agrediram jovens durante o encerramento de uma festa clandestina. As duas agressões serão investigadas.
Três estudantes universitárias foram agredidas em um prédio do bairro Coral, em Lages. Vídeos feitos na noite de segunda-feira mostram o PM agredindo as jovens com um cassetete. O boletim de ocorrência foi registrado e as vítimas passaram por exame de corpo delito.
Pelas imagens, o PM discute com as universitárias na sala do apartamento delas. A discussão começou porque elas comemoravam a aprovação do trabalho de conclusão de curso de uma delas na Udesc. Elas estavam ouvindo música e era perto das 22h.
O PM bateu com o cassetete na porta e invadiu o apê. O policial aparece no vídeo batendo com o cassetete na mesa. A mulher dele também invade o apê e pega o celular de uma das meninas que estava gravando a cena. Ela ainda bate em uma das jovens e depois o PM também agride as estudantes com o cassetete.
A violência contra as mulheres está sendo investigada pela delegacia de Proteção à Criança, Adolescente, Mulher e Idoso (Dpcami), de Lages. Todos os envolvidos na ocorrência serão ouvidos.
A PM, em nota, informou que foi aberto um procedimento interno pra apurar a conduta do policial. Ele está afastado do trabalho por ser do grupo de risco da covid.
O ministério Público abriu uma notícia de fato e solicitou informações às polícias Militar e Civil. Já a Udesc divulgou uma nota repudiando. A universidade pediu providências ao comando da PM.

Agressão em Guabiruba
A outra agressão também aconteceu na segunda-feira quando PMs encerraram uma festa clandestina, em Guabiruba, cidade que fica no ladinho de Brusque. O vídeo mostra parte da ação e oito rapazes de braços cruzados. Um deles fala “covardia”.
Um PM exaltado imediatamente questiona: “quem falou que é covardia?”. Sem resposta, o policial se aproxima de um dos jovens e o agride com um soco na barriga.
E segue perguntando: “quem falou que é covardia”. O outro policial dá um golpe de fuzil na barriga de outro rapaz.
O PM ainda fala: “quer debochar? Então vamos brincar então. A gente também sabe brincar”. Ele segue falando: “ninguém é macho de falar, seus merdas”. Outro PM fala: “abre a boca de novo pra ver”. A PM de Guabiruba informou que o caso será investigado.

Fran Marcon
Formada em Jornalismo pela Univali, com MBA em Gestão Editorial. fran@diarinho.com.br
Compartilhe:

Deixe uma resposta

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com