Home Notícias Polícia TJ ordena prisão de mulher que matou marido com chumbinho

TJ ordena prisão de mulher que matou marido com chumbinho

Sandra foi condenada em setembro de 2018, mas vinha recorrendo em liberdade.

O juiz de Direito da Comarca de Brusque, Edemar Leopoldo Schlösser, ordenou a prisão definitiva de Sandra Maria Bernardes. A servidora de Camboriú, que matou o marido Amilcar Arnoldo Wehmuth envenenado, em junho de 2014, vai cumprir 21 anos em regime fechado.

Sandra ainda não foi presa. No começo do processo, ela disse que morava na rua México, no bairro das Nações, em Balneário Camboriú. Mas em 14 de fevereiro ela informou que estava morando na rua Paraná, no bairro Nossa Senhora da Conceição, em Piçarras.

A autorização da prisão de Sandra já era prevista pra hoje depois de feita a publicação do acórdão do tribunal de Justiça, que autoriza o início do pagamento da pena.

Na quinta-feira, a promotora Susana Perin Carnaúba encaminhou um pedido ao juiz pra expedição da ordem de prisão. O advogado da vítima disse ao DIARINHO que esperava que a ordem saísse na quinta-feira também.

A promotora ainda disse que há risco de Sandra fugir, mas espera que a defesa da condenada apresente a ré com a mesma agilidade que entrou com recursos no processo. “Ela tem filho que mora na Alemanha, podendo tentar se evadir do Brasil a qualquer momento”, lembra Susana.

O assassinato

Em junho de 2014, Sandra e o marido ainda moravam em Brusque. Foi lá que ela envenenou Chico, como era conhecido, com chumbinho.  Ele teve intoxicação e morreu de insuficiência respiratória no hospital.

O motivo do assassinato seria obinteresse de Sandra em ser beneficiária de uma apólice de seguro de vida do marido. Inclusive, a aposentadoria, previdência privada e bens da vítima também despertaram a cobiça da condenada.

Em setembro de 2018, Sandra foi condenada, mas desde então vinha recorrendo  em liberdade.

Compartilhe:

Deixe uma resposta

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com