Home Notícias Polícia Suspeito de matar esposa no DF é detido com filho de um ano em Itajaí

Suspeito de matar esposa no DF é detido com filho de um ano em Itajaí

Ivo Mendes do Nascimento teria forjado suposto suicídio da mulher para tentar se safar do homicídio

Casal estava junto há oito anos (Foto: arquivo pessoal)

Um homem de 28 anos que estava foragido desde março foi preso em Itajaí nesta semana com o filho. Ivo Mendes do Nascimento era assessor de microempresas em Luziânia, no Distrito Federal, e suspeito de assassinar a esposa, a dentista Nathália Verônica de Macedo, 26. Para tentar se safar do crime, ele teria simulado o suicídio da vítima e fugiu com o filho de um ano e 11 meses.

O criminoso foi detido em Itajaí na noite de quarta-feira (19) em um carro furtado. Segundo um conselheiro tutelar, ele tentou enrolar a polícia, dizendo que a história do furto do carro era mentira da sogra dele e que não tinha cometido nenhum crime. Na Central de Plantão Policial, os policiais fizeram um levantamento das informações com a mãe da dentista. Ela confirmou que tinha a guarda do menino e que Ivo realmente é suspeito do assassinato de sua filha. A criança foi entregue para a avó, que foi até Itajaí.

Entenda o caso

Nathália foi assassinada no dia 10 de março, de acordo com a polícia da cidade do DF, após uma discussão com o marido. Para simular um suicídio, foi amarrada uma corda em seu pescoço e uma pia na outra ponta, do lado de fora do imóvel. Na época do crime, Ivo disse à polícia que na noite anterior a mulher havia desaparecido. Ele deixou o filho pequeno dos dois e o enteado dela, de 11 anos, na casa de sua mãe para tentar encontrar a esposa. Quando voltou para casa, junto com um tio da dentista, o marido disse que viu Nathália morta.

Porém, depois de investigações, a polícia concluiu que o suicídio não passou de uma armação. Antes de morrer, a dentista falava com a mãe e a irmã por um aplicativo de mensagens no celular. As duas disseram que Nathália nunca escrevia nada errado, mas de repente as mensagens apareceram com erros de português. Elas desconfiaram que era Ivo respondendo depois de matar a dentista.

O filho dele, de 11 anos, também afirmou para a polícia que viu a madrasta morta no quarto. Além disso, ela tinha um machucado nas costas. Mas, se realmente tivesse tirado a própria vida da forma encenada, teria escoriações apenas no pescoço.

O mandado de busca para Ivo foi expedido. Assim que ele soube deixou o filho mais velho com a mãe e fugiu levando o bebê. Ele estava foragido desde o dia 24 de março.

, , , , , , ,
Compartilhe:

Deixe uma resposta

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com