Home Notícias Polícia Polícia faz operação pra brecar o PCC no estado

Polícia faz operação pra brecar o PCC no estado

Foram cumpridos 91 mandados de prisão e 40 de busca e apreensão

Policiais deram batidas também
em Itajaí e Balneário

Uma grande operação da polícia Civil contra a facção criminosa Primeiro Comando da Capital (PCC), que tenta se instalar em Santa Catarina, foi deflagrada, na manhã de ontem, em sete cidades, entre elas Itajaí e Balneário Camboriú.
As investigações estavam sendo feitas há cinco meses. Durante esse tempo, 11 membros da facção foram presos em Navegantes, Balneário Camboriú, Floripa, Joinville e Chapecó.
Ontem, os policiais cumpriram 91 dos 112 mandados de prisão e 40 mandados de busca e apreensão, em Floripa, São José, Balneário, Itajaí, Joinville, Araquari e Laguna.
Segundo o delegado Adriano Krul Bini, a operação tinha o objetivo de barrar a chegada do PCC, que tentava se instalar em Santa Catarina.
O bando tem líderes da quadrilha comandando ações criminosas de dentro dos presídios e está envolvido em vários homicídios, roubos, tráfico de drogas, associação para o tráfico, corrupção de menores, estelionato, lavagem de dinheiro e porte e comércio de armas.
A operação foi comandada pela divisão de Repressão ao Crime Organizado, da diretoria Estadual de Investigações Criminais (Deic). Ao todo, 200 agentes da polícia Civil foram mobilizados. Foram apreendidos pistolas, diversos telefones celulares e aparelhos de radiocomunicação.
Os investigados e os objetos apreendidos foram levados pra DEIC. Em Itajaí e Balneário, a divisão de Investigação Criminal (DIC) deu apoio à operação e cumpriu três mandados de busca e apreensão.
O delegado Adriano Bini, diretor da Deic, explicou que o PCC vem há alguns anos tentando se instalar e atuar em Santa Catarina. “O foco principal é o tráfico de drogas, justamente pela lucratividade. São investigados pelos crimes de tráfico de drogas, associação pelo tráfico, homicídio, lavagem de dinheiro, estelionato e assim por diante”, finaliza.

Compartilhe: