Home Notícias Polícia Operação da PF investiga auditores fiscais por fraude

Operação da PF investiga auditores fiscais por fraude

A polícia Federal, junto do Ministério Público Federal, deflagrou a 4ª fase da Operação Carne Fraca, batizada de Romanos. O foco é apurar supostos crimes de corrupção praticados por auditores fiscais agropecuários em nove estados: Santa Catarina, Paraná, São Paulo, Goiás, Mato Grosso, Pará, Rio Grande do Sul, Minas Gerais e Rio de Janeiro. Ao todo, 280 policiais cumprem 68 mandados de busca e apreensão.

Os auditores fiscais atuariam em benefício de um grupo empresarial do ramo alimentício. Os empresários indicaram que ao menos 60 auditores fiscais agropecuários teriam sido favorecidos com as vantagens. A polícia diz ter indicativos de que R$ 19 milhões foram destinados para  pagamentos indevidos, que eram feitos em dinheiro, por meio do custeio de planos de saúde. Também são investigados contratos fraudados com pessoas jurídicas que representassem o interesse dos fiscais.

A operação é um desdobramento de investigações começadas em 2017.

O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) emitiu uma nota sobre a 4ª fase da operação. O órgão disse que já tomou conhecimento dos servidores alvos desta etapa da investigação e garante que vai tomar as providência e sanções legais e cabíveis. O Mapa acompanha as investigações desde a primeira fase.

O ministério também disse que tem confiança na área de fiscalização, que foi reestruturada desde o começo das investigações, e que entende que “essa situação é uma exceção à regra e não compromete a efetiva atuação de seus 2500 fiscais”.

Compartilhe:

Deixe uma resposta

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com