Home Notícias Polícia Novas vítimas de Sinara Castagnaro contam suas histórias; teve até vendedor de conservas

Novas vítimas de Sinara Castagnaro contam suas histórias; teve até vendedor de conservas

A aparição de Sinara Castagnaro nas manchetes fez pipocar novas vítimas que alegam terem caído nos golpes da moça de Balneário Camboriú. Loja de lingerie, cirurgião e clínica estética estão entre os serviços usados por Sinara e que nunca foram pagos. Tem até golpes mais singelos como o rapaz que vendeu cinco vidros de conservas artesanais e amargou o prejuízo de nunca receber pela venda.
A forma de aplicar o migué é sempre o mesma: ela faz a compra ou usa o serviço e, quando chega na hora de pagar, o cartão dela não passa. Ela inventa uma historinha de que teve problema com a tarjeta e pede para fazer o pagamento no outro dia por transferência bancária.
Acontece que, depois disso, ela some ou destrata as vítimas. Quando a vítima vai procurar na internet, descobre que foi apenas mais uma na lista de enganados pela moça.
A dona de uma loja de lingerie de Balneário contou ontem sua história. Ela foi procurada por uma página comercial de Sinara no Facebook. O encontro foi marcado pra vendedora da loja apresentar os produtos à suposta nova cliente.
O encontro foi no prédio de Sinara, no centro, quando ela escolheu R$ 915 em peças e aplicou o golpe do cartão. A dona da loja foi várias vezes no prédio cobrá-la, mas nunca recebeu. “Ela ainda ameaçou colocar os capangas atrás de mim,” alega. O golpe aconteceu em abril de 2019.
Em 2017, uma comerciante de Itajaí, que vende encomendas de doces e chocolates, foi vítima dela. A mulher perdeu R$ 270 em produtos. Sinara ainda tentou fazer uma segunda encomenda, mas a comerciante cancelou o pedido e se livrou de perder mais R$ 350.
Além da doceira, Sinara também enganou o comerciante de conservas. Ela comprou cinco vidros de conservas artesanais dele e até hoje não pagou. No mês passado, Sinara voltou a atacar. Ela fez um procedimento estético para esconder cicatrizes e olheiras e não pagou pelo serviço. A clínica perdeu R$ 1200.
Uma mulher que trabalha com marmitinhas fitness também caiu na lábia de Sinara no ano passado. Ontem, após ver a história no DIARINHO, ela alertou outros comerciantes para não cair no golpe. “Atenção pessoas que trabalham com vendas, essa pessoa aplicou golpe em mim no ano passado”, alertou.
Ontem, o DIARINHO trouxe o caso de um mercadinho no centro de Balneário que fez entrega de compras via delivery e perdeu R$ 420. Sobre o mercadinho, Sinara disse que não conhece o local, porque costuma fazer compras numa grande rede de supermercado da cidade.
Ela tem processos de estelionato correndo no fórum de Balneário desde 2016. Em de outubro de 2017, ela chegou a ser presa por estelionato, mas passou só uma noite no presídio e foi solta por força de um habeas corpus.

Fran Marcon
Formada em Jornalismo pela Univali, com MBA em Gestão Editorial. fran@diarinho.com.br
Compartilhe:

Um comentário em “Novas vítimas de Sinara Castagnaro contam suas histórias; teve até vendedor de conservas

  • 03/05/2020 em 05:45
    Permalink

    Sou comerciante em B.Camboriu!
    Fui enganado por essa pilantra também, lamentável isso está acontecendo ainda!
    Enquanto alguém não der um jeito nela, ficamos servindo de palhaço!

Deixe uma resposta

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com