Home Notícias Polícia MP denuncia pais do menino Jonatas por estelionato e apropriação indébita

MP denuncia pais do menino Jonatas por estelionato e apropriação indébita

O Ministério Público de Santa Catarina (MPSC) apresentou à Justiça, na tarde desta segunda-feira (15), uma denuncia contra Renato Henrique Openkoski e Aline da Cunha Souza, pais do menino Jonatas. O casal, denunciado pelos crimes de estelionato e apropriação indébita de bens de pessoa com deficiência, utilizou em proveito próprio recursos arrecadados por campanha para tratamento da Artrofia Muscular Espinhal que acomete a criança.

A denúncia foi apresentada pela 5ª Promotoria de Justiça da Comarca de Joinville e relaciona uma série de desvios dos recursos da campanha AME Jonatas para pagamento de despesas do casal. De acordo com a Promotora de justiça Daiana Spalding Lessa Garcia, a Estatuto da Pessoa com Deficiência tipifica o crime de “apropriar-se de ou desviar bens, proventos, pensão, benefícios, remuneração ou qualquer outro rendimento de pessoa com deficiência”.

Segundo o Ministério Público, o casal gastou um total de R$ 201 mil arrecadados pela campanha para pagar bens e despesas como automóvel de luxo, joias, viagem a Fernando de Noronha, aparelhos celulares, roupas, skate, carabina de pressão, mensalidades de academia e despesas em restaurante e casa noturna.

Renato e Aline foram denunciados, ainda, pelo crime estelionato, por duas vezes cada um. Em um dos casos os dois receberam um aparelho celular no valor de R$ 3 mil para ser rifado em prol da criança. O casal chegou a vender bilhetes da rifa e divulgar o sorteio nas redes sociais mas, na verdade, ficaram de posse do aparelho.

Compartilhe:

Deixe uma resposta

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com