Home Notícias Polícia Matou a ex-sogra atropelada e fugiu

Matou a ex-sogra atropelada e fugiu

Christiane Nascimento Agustinho, de 40 anos, morreu depois das agressões

A polícia Civil de Itajaí está investigando um caso de feminicídio contra Christiane Nascimento Agustinho, de 40 anos, sogra do acusado, e uma tentativa de feminicídio contra a ex-mulher e filha de Christiane, Morgana Nascimento Santos, 23. Elas foram atropeladas na segunda-feira passada, dia 11 de novembro, na rua Antônio José da Veiga, no bairro Barra do Rio, em Itajaí, por S. B. de O., 26, ex-marido de Morgana. Christiane teve fraturas graves e morreu no dia seguinte no hospital Marieta Konder Bornhausen.
O cara jogou o carro em cima da ex-sogra, que tava com a filhinha de quatro meses num carrinho de bebê, e da ex-mulher, grávida de dois meses e que tava acompanhada do atual marido. Ele se aproximou das vítimas na rua com um Fox prata e tentou puxar conversa com Morgana. A ex-companheira não quis papo e Silvionei passou a fazer ameaças. “Se tu não fica comigo, então não fica com mais ninguém, e vai ver o que vou fazer”, teria dito à ex-mulher, conforme boletim de ocorrência registrado pelas vítimas.
Em seguida, Silvionei teria tacado o carro contra as mulheres, atropelando Christiane, Morgana e a bebezinha. O motorista ainda deu marcha ré e passou uma segunda vez sobre as vítimas. O marido de Morgana ainda tentou parar o agressor, mas ele fugiu em alta velocidade e não foi mais localizado. O delegado Alexandre Carvalho de Oliveira, da delegacia da Mulher de Itajaí, investiga o caso. Ele não passou detalhes do inquérito. A apuração é sigilosa.

Ex-mulher tava grávida e irmãzinha também se machucou
Após o atropelamento criminoso os socorristas do Samu foram chamados pra atender as vítimas. Elas foram levadas para o hospital Marieta. O caso mais grave era de Christiane, que quebrou a bacia e o fêmur, sofrendo fratura exposta. Ela passou por cirurgias, mas não resistiu aos ferimentos, morrendo na terça-feira passada. Christiane tava desempregada, era solteira e morava no Imaruí.
Já Morgana, conforme o boletim de ocorrência, sofreu uma lesão leve na perna. A ex-mulher do agressor estava grávida de dois meses. A filha de quatro meses de Christiane também se machucou no atropelamento, tendo ferimentos no nariz e na cabeça. A polícia Militar atendeu o caso e passou a ocorrência pra polícia Civil, que abriu investigação. A PM informou que o suspeito morava em Navegantes.
O delegado do caso não informou se o homem já foi localizado ou se já há ordem de prisão decretada pela justiça.

Compartilhe:

Deixe uma resposta

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com