Home Notícias Polícia Justiça nega mais um pedido de habeas corpus e motorista de Jaguar continua preso

Justiça nega mais um pedido de habeas corpus e motorista de Jaguar continua preso

A 4ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça de Santa Catarina manteve nesta quinta-feira a prisão preventiva do motorista do Jaguar que matou duas pessoas no dia 23 de fevereiro em Gaspar.

O acidente de trânsito aconteceu na BR-470 e deixou outras três pessoas feridas. O motorista ainda foi filmado dirigindo em zigue-zague e pela contramão, até colidir com um Palio. O condutor está preso no presídio Regional de Blumenau.

O julgamento do habeas corpus teve início no dia 27 de junho, mas o desembargador Sidney Eloy Dalabrida pediu vistas dos autos e o julgamento foi temporariamente suspenso. Na época, o desembargador Alexandre d’Ivanenko, presidente da câmara e relator do HC, já havia votado contra a soltura do acusado, argumentando garantia da ordem pública e aplicação da lei penal.

Nesta quinta-feira, o julgamento prosseguiu e a câmara decidiu negar o habeas corpus por maioria de votos. O desembargador Sidney Eloy Dalabrida posicionou-se pela liberdade do réu mediante aplicação de medidas cautelares. Ele entendeu que as provas colhidas não demonstram a periculosidade do acusado.

As medidas propostas foram a suspensão da CNH, entrega do passaporte, comparecimento em juízo, proibição de sair da comarca sem autorização e recolhimento domiciliar noturno.

Na sequência, o desembargador José Everaldo Silva acompanhou a posição do relator pra manter a prisão do motorista. A filmagem do veículo do acusado em zigue-zague momentos antes do acidente e uma foto dele quando bebia com amigos instantes antes do fato serviram pro magistrado firmar posição e manter a prisão preventiva.

Compartilhe:

Deixe uma resposta

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com