Home Notícias Polícia Júri condena homem a oito anos de prisão por tentativa de homicídio

Júri condena homem a oito anos de prisão por tentativa de homicídio

Ezequiel esfaqueou o atual parceiro da ex-esposa em setembro de 2014

Em audiência realizada na tarde dessa quarta-feira, 11, no Fórum de Balneário Camboriú, o júri popular aceitou a denúncia contra Ezequiel Adeildo Cacenot Gonçalves e o condenou a oito anos de prisão em regime fechado. Ele era réu no processo que investigava a tentativa de homicídio contra Felipe de Carvalho Alves, ocorrida em setembro de 2014. A vítima foi golpeada com diversas facadas, mas sobreviveu.

O júri entendeu que, apesar de não concluir o crime de homicídio, essa era a vontade do acusado, que não agiu sob domínio de forte emoção. A sentença ainda ganhou um agravante por ser considerado um crime de homicídio fútil. Ezequiel teria esfaqueado a vítima por ciúmes da ex-esposa. Ele não aceitava o novo relacionamento dela com Felipe.  

Na sentença proferida pelo Juiz Luiz Octavio David Cavalli, ele chegou a estipular a pena base de 14 anos, mas considerando que o acusado confessou o crime a pena foi reduzida para 12 anos. Por fim, como o homicídio não chegou a ser concluído, o judiciário finalizou a pena em oito anos. Ele não terá direito de recorrer à decisão em liberdade. Logo após o final da audiência Ezequiel foi conduzido ao Complexo Penitenciário da Canhanduba.

Entenda o caso:

No dia 21 de setembro de 2014, Ezequiel foi até a casa da ex esposa localizada no bairro Vila Real, em Balneário Camboriú, e encontrou o atual companheiro, Felipe. Os dois entraram em luta corporal e Ezequiel golpeou a vítima diversas vezes com uma faca. Durante o inquérito policial Ezequiel fez a confissão qualificada, que é quando o acusado admite o crime, mas usa algum argumento como a legítima defesa.

Compartilhe:

Deixe uma resposta

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com