Home Notícias Polícia Engenheiro pode ter sido morto por assaltante, diz DIC

Engenheiro pode ter sido morto por assaltante, diz DIC

O carro de Luiz já foi recuperado

A principal linha de investigação da divisão de Investigação Criminal (DIC) para a morte do engenheiro Luiz Piazza Pfeilsticker, 50 anos, é que ele pode ter sido assassinado ao ser vítima de um roubo. Luiz, que era dono do bar Toca do Siri, foi assassinado na madrugada de sábado, na Praia Brava, em Itajaí.
A informação foi repassada pelo delegado Rodrigo Duarte. O apartamento do engenheiro, na rua Renato Melim Cunha, na Praia Brava, foi todo revirado. Os bandidos roubaram computadores e a caminhonete Suzuki da vítima.
Os documentos de Luiz foram achados numa rua da Brava. A caminhonete já foi encontrada, mas o delegado não quis revelar onde o veículo estava.
A equipe de investigação já ouviu a família de Luiz informalmente, mas essa semana deve tomar o depoimento oficial. Ontem, os investigadores também foram buscar imagens das câmeras de monitoramento das ruas e comércios próximos onde o corpo de Luiz foi encontrado.
Embora a principal linha de investigação seja o latrocínio, o delegado ainda não descartou a hipótese de crime passional.
Tudo porque o engenheiro tinha sido vítima de esfaqueamento por um ex-companheiro, depois de uma briga.
Esse ex-companheiro teria sido visto durante a semana passada perto do bar.
Luiz foi encontrado morto na madrugada de sábado, com 18 facadas no peito, por volta das 4h45. As marcas de sangue na rua Joel José Ferreira mostraram que, depois dos golpes, a vítima foi arrastada e jogada em uma vala. Luiz foi encontrado só de cuecas e de camiseta.

Compartilhe:

Deixe uma resposta

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com