Home Notícias Polícia Caminhonete alopra e provoca porradaço feio

Caminhonete alopra e provoca porradaço feio

Caminhão e automóvel se envolveram na batida. Rodovia ficou em meia pista

Caminhonete ficou detonadaça. Passageira foi hospitalizada

Um acidente envolvendo um caminhão, uma caminhonete e automóvel deixou uma pessoa ferida na manhã de ontem na BR 101, em Itajaí. O porradaço aconteceu no Km 120, no sentido norte da rodovia, por volta das 11h30. Cristina Gabriela Jock Granado, 41 anos, passageira da caminhonete S-10, teve ferimentos e foi levada ao hospital Marieta Konder Bornhausen com suspeita de fraturas.
A polícia Rodoviária Federal (PRF) informou que a caminhonete S-10, placa DDI 9757 (Joinville), seguia pela faixa da esquerda, mas acabou perdendo o controle, invadiu a faixa da direita e bateu com tudo no caminhão, placa MGC 1998 (Garopaba/SC), que estava parado no acostamento por conta de problemas no motor.
Na faixa da direita, logo atrás da caminhonete, seguia o Mitsubishi Lancer, placa BAK 9696 (Curitiba/PR), que não conseguiu desviar a tempo e bateu na lateral da caminhonete.
Com o impacto da batida, a passageira da S-10 ficou ferida. A vítima foi socorrida pela ambulância da Autopista e levada ao hospital Marieta com dores na barriga e suspeita de lesões internas, incluindo fraturas.
De acordo com PRF, o trânsito ficou em meia pista por algumas horas e provocou lentidão e engarrafamento de cerca de três quilômetros.

Cavalo atropelado
Na madrugada de domingo um cavalo precisou ser sacrificado depois de ser atropelado em Porto Belo. O animal estava em um terreno baldio, mas se soltou e invadiu a avenida Hironildo Conceição dos Santos, no bairro Perequê.
O motorista do veículo que atingiu o animal sofreu escoriações e foi levado ao hospital. O cavalo foi recolhido pelo Grupo de Operações e Resgate (GOR), de Itapema.
O acidente aconteceu por volta das quatro da madrugada. A polícia Militar atendeu a ocorrência e chamou a ONG GOR para fazer o resgate do animal. Pedro Henrique da Silva, presidente do GOR, informou que, por causa dos graves ferimentos, o cavalo teve que ser sacrificado.
Funcionários da fundação Municipal de Meio Ambiente (Famap), da defesa Civil e secretaria de Obras estiveram no local.

Compartilhe: