Home Notícias Polícia Adolescente desaparecida no Pará vivia como escrava sexual em Camboriú

Adolescente desaparecida no Pará vivia como escrava sexual em Camboriú

Adolescente voltou para o Pará. (Foto: Divulgação)

Os pais de uma menina de 16 anos, desaparecida há quase um mês do Pará, no norte do país, se encontraram com a adolescente em Camboriú nesta semana. Ela estava vivendo com L.P.,  47 anos, morador do bairro Areias, que conheceu pelas redes sociais, e a convenceu a fugir de casa. 

Moradores de Irituia, no Pará, os pais da menina  receberam a notícia de que a filha estava vivendo em Camboriú, através do disque 100.

O celular da garota continha fotos íntimas e várias mensagens. 

Nas conversas, o homem com quem ela vivia a  incentivava a se relacionar sexualmente com outros homens. Foi o próprio acusado que levou a adolescente ao conselho tutelar, depois que foi avisado que os pais da menor descobriram o seu paradeiro. 

De acordo com o conselho tutelar de Camboriú, a menina foi enganada. Ela acreditava que o homem a amava, mas  estava vivendo como escrava sexual, pois seria obrigada a se relacionar com vários homens. 

 

Após o resgate ela passou por exame de corpo de delito e voltou para o seu estado. O aparelho celular da menina e o de L.P. foi periciado e o conteúdo entregue à polícia. O homem não foi preso, mas deve ser ouvido pela polícia nos próximos dias.

Compartilhe:

Deixe uma resposta

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com