Home Colunistas Coluna do Janio Marinheiro encorpando

Marinheiro encorpando

Faltando praticamente uma semana para a estreia no Campeonato Catarinense, o técnico Moisés Egert parece ter encontrado um time base para começar a competição diante do Brusque. Com os reforços do meia Hiltinho e do atacante Carlinhos, Egert já pôde usar uma equipe titular com menos ‘improvisos’ contra o Atlhetico Paranaense no último sábado, em jogo-treino vencido por 2 a 1 pelo Marinheiro no CT do Caju, em Curitiba. Além de escalar a dupla recém-apresentada entre os titulares, jogando cada um em sua posição de origem, o treinador também começou com o atacante Felype Hebert em uma das pontas, fazendo a função que seria de Nathan Ferreira, que ainda não está 100% para atuar. Nos testes anteriores Luiz Renan vinha fazendo esse papel e, embora tenha marcado gols, mostrou na última temporada que seu forte está na consistência defensiva e nem tanto no apoio ao ataque. O restante da equipe é uma mescla da defesa do Catarinense de 2019 (Rodrigo, Magrão, Wallace e Paulinho) com os volantes da última Copa Santa Catarina (Daniel Pereira, Diego Fumaça ou Jonathas). Já o camisa 1 é o experiente Júnior Belliato, que chegou para ser o goleiro marcilista até 2021. O último jogo-treino antes da estreia será nesta quarta-feira, contra o Figueirense, em Palhoça.

No caminho certo
Contratado como uma novidade no futebol catarinense, com a expectativa de quem tem um ótimo currículo no forte futebol paulista, Moisés Egert tem se mostrado um técnico muito consciente nas suas declarações e muito focado no trabalho tático e coletivo da equipe. O treinador encontrou dificuldades na preparação do elenco, principalmente no que diz respeito as lesões, que deixaram nomes como Nathan, Guilherme Pitty e Wilson Júnior de fora, mas chega na reta final com uma boa base pra iniciar a competição. Numa ‘análise fria’, como ele mesmo gosta de frisar, o treinador vê o Marinheiro no caminho certo e a perspectiva é que o time cresça no decorrer da primeira fase, onde além de garantir a classificação, o Marcílio vai tenta um lugar no G4 para ter vantagem no mata-mata.

Coluna do Janio
Coordenador de esportes da Rádio Univali na empresa Universidade do Vale do Itajaí.
Compartilhe:

Deixe uma resposta

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com