Home Notícias Geral Tartaruga salva de rede é solta na Atalaia

Tartaruga salva de rede é solta na Atalaia

Tartaruga ficou dois meses se recuperando na Univali

De forma lenta, mas com os próprios passos, uma jovem tartaruga-verde, espécie considerada em extinção, foi devolvida ao mar, na manhã ontem, na praia da Atalaia, em Itajaí. O animal foi resgatado bem debilitado, dois meses atrás, de uma rede de pesca ilegal e passou por uma reabilitação na Univali. O resgate já é raro, dizem os especialistas, já que em 90% dos casos os bichos são encontrados mortos.
As tartarugas-verde (Chelonia mydas) estão presentes em toda a costa brasileira. Elas podem viver até 80 anos. A tartaruga resgatada é jovem, mede 34,2cm e pesa pouco mais de 4kg. Ela foi capturada numa rede feiticeira, apreendida em 23 de agosto, bem em frente à igrejinha de Cabeçudas.
O animal foi resgatado pelo Instituto Anjos do Mar, que auxilia a Fatma e a Famai na fiscalização, conta o diretor-presidente do instituto, Marcelo Ulysséa. Eles acionaram a equipe do projeto de Monitoramento de Praias (PMP-BS) que levou o animal para a Unidade de Estabilização de Animais Marinhos da Univali, em Penha.
As equipes de resgate conseguiram reabilitar o animal. Os veterinários do projeto constataram que ela estava desidratada e anêmica, mas sem ferimentos. “Tava muito debilitada, com água no pulmão”, conta o coordenador do projeto, Jeferson Dick. “Pro estado dela, foi uma recuperação rápida”, completa.
Depois de medicada, a tartaruga melhorou e foi encaminhada ao projeto Tamar para finalizar o tratamento e enfim voltar ao mar.
Antes de ser solto, o animal foi marcado, o que permite que seja feito um acompanhamento, caso reapareça em outra região.

Compartilhe:

Deixe uma resposta

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com