Home Notícias Geral Software de R$ 2,3 milhões: ONG de Itajaí pede impugnação da licitação

Software de R$ 2,3 milhões: ONG de Itajaí pede impugnação da licitação

O Observatório Social de Itajaí apresentou nesta terça-feira um pedido formal para a impugnação do pregão que prevê a compra de um programa de computador por R$ 2,3 milhões pela prefeitura. O pregão tá marcado pra acontecer sexta-feira, 29 de janeiro.

O documento foi apresentado pelo presidente da entidade, o empresário Paulo Sabatke Filho. Segundo ele, os técnicos do Observatório Social identificaram que o pregão contém vários problemas e vícios que ferem a licitação de licitações e por isso tornam o processo irregular.

Paulo também esteve conversando pessoalmente com o prefeito Volnei Morastoni (PMDB) sobre os problemas do edital. “Ele disse que vai fazer uma avaliação, junto com o pessoal da retaguarda dele”, afirmou. E completou: “Mas deixou claro que pretende implantar um programa dessa magnitude, porque se vê sem um norte”.

O que o chefão do Observatório Social de Itajaí acha estranho, no entanto, é o que é exigido na licitação. “O programa é mais do olho investigativo do que administrativo”, observa.

O serviço de software que a prefeitura pretende contratar é do tipo big data e de “inteligência corporativa”, que vasculha informações sobre pessoas e empresas, cruza dados vindos de várias plataformas e origens e aponta estratégias de atuação. Os R$ 2,3 milhões previstos no pregão seriam para um serviço de 12 meses.

Em nota, a secretaria de Planejamento, Orçamento e Gestão, responsável pela licitação, disse que ainda não tinha conhecimento do pedido de impugnação e que o documento vai seguir os trâmites oficiais.

Veja mais na edição de quarta-feira do DIARINHO.

De acordo com Paulo Sabatke Filho, presidente do Observatório Social, pregão tem várias irregularidades

Compartilhe:

Deixe uma resposta

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com