Home Notícias Geral Procurador da República arquiva representação de vereador contra propaganda do OMO

Procurador da República arquiva representação de vereador contra propaganda do OMO

A representação que o vereador e pastor itajaiense Edson Lapa (PR) fez ao ministério Público Federal contra o sabão OMO, por conta de uma propaganda que dizia que brincando é tudo igual pra menino e menina, não vai dar em nada. O procurador da República Darlan Airton Dias não só arquivou o pedido como, por tabela, ainda passou um pito no vereador, ressaltando que uma das funções do estado é justamente combater o preconceito e não reforçá-lo.

Para o procurador Federal não houve qualquer violação do estatuto da Criança e do Adolescente, como alegou o pastor. Pelo contrário. “(…) vislumbro, diferentemente da representação, que a propaganda veiculada atende integralmente às diretrizes internacionais e constitucionais para eliminar os estereótipos de gênero e alcançar igualdade sem discriminações”, escreveu no parecer o procurador Darlan Dias.

Ainda na visão do representante do Ministério Público, propaganda como a do sabão Omo deveriam ser incentivadas. “ Entendo que o Estado não deve censurar propagandas que objetivem reduzir esses estereótipos, mas, ao revés, fomentá-las e promover o pluralismo”, caneteou.

A propaganda do OMO foi publicada em 7 de outubro no Facebook e no Youtube, em referência ao Dia das Crianças. Na peça publicitária, a marca simula um comunicado de recall para os pais e diz literalmente: “Não existe brincadeira de menino e brincadeira de menina. Toda criança tem direito de se sujar e se divertir livremente, sem cores, regras ou padrões””. Depois mostra a criançada se esbaldando em brincadeiras, como qualquer criança faz ou já fez na vida.

 

Elaine Mafra
Jornalista formada pela Univali em 2006. elaine@diarinho.com.br
Compartilhe:

Deixe uma resposta

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com