Home Notícias Geral Prefeito de Balneário quer a retomada das aulas da rede municipal a partir de novembro

Prefeito de Balneário quer a retomada das aulas da rede municipal a partir de novembro

Diferentemente do posicionamento anunciado como unânime entre os prefeitos da Amfri, que afirmaram que as aulas presenciais nos 11 municípios da região não devem retornar mais este ano, o prefeito de Balneário Camboriú, Fabrício Oliveira (Podemos), se reuniu com seu secretariado para discutir a retomada das aulas na rede pública.
A expectativa é a de que as atividades escolares presenciais reiniciem a partir do dia 18 de novembro. A reunião foi com a presidente do Comitê Municipal de Contingência da Covid-19, no âmbito da Educação, Nilzete Teixeira, com a secretária de Saúde, Leila Crocomo, a secretária de Educação, Rosângela Percegona Borba, e o procurador jurídico, Felipe Wolfram.
Até a próxima terça-feira, o comitê municipal de educação deve analisar e homologar os planos apresentados pelas direções das escolas municipais e estaduais para a retomada.
Já no que diz respeito às escolas particulares, os planos já foram analisados na semana anterior, o que já permite o retorno das atividades, de forma gradual e escalonada.
A secretária de Educação, Rosângela Percegona Borba, destacou que a adesão dos alunos às aulas presenciais será uma decisão da família, já que um dos requisitos para retomada é o de que as plataformas online permaneçam ativas. “Conforme as portarias do Estado, nesse primeiro momento retornam somente os últimos anos da educação infantil, do ensino fundamental e do ensino médio”, disse a secretária.
A retomada presencial será para as turmas do jardim 2, do quinto ano e do nono. Todas as turmas retornaram com 30% da capacidade da sala de aula. As salas já estão sendo preparadas para receber os alunos.
O motivo da retomada, segundo a secretária Rosangela, é pra evitar um distanciamento ainda maior entre as escolas particulares e públicas.
“A própria recomendação da Amfri era para que cada município verificasse dentro da sua realidade a retomada presencial. Por conta disso, a gente está retomando algumas ações, para evitar o distanciamento entre o público e o privado”, argumentou a secretária.
De acordo com a presidente do comitê, Nilzete Teixeira, a retomada só é possível mediante o cumprimento dos critérios estabelecidos pelo governo do Estado, por meio das portarias 750 e 778, que determinam e orientam a elaboração dos planos de contingência.

Itajaí ainda estuda retomada
Já em Itajaí, o comitê Municipal de Gerenciamento da Pandemia, que reúne membros da secretaria de Educação, secretaria de Saúde, defesa Civil, Conselho Municipal de Educação (COMED), representante das escolas privadas e o sindicato da categoria estão estudando e definindo se haverá retomada na rede de Itajaí ainda este ano.

Fran Marcon
Formada em Jornalismo pela Univali, com MBA em Gestão Editorial. fran@diarinho.com.br
Compartilhe:

Deixe uma resposta

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com