Home Notícias Geral Praia de Balneário Camboriú amanhece com rampa de concreto feita pela prefeitura

Praia de Balneário Camboriú amanhece com rampa de concreto feita pela prefeitura

Praia de Balneário Camboriú amanhece com rampa de concreto feita pela prefeitura. Foto: Enviara por leitor

O DIARINHO recebeu nesta sexta-feira imagens da praia Central de Balneário Camboriú que indignaram os moradores da cidade. Uma enorme rampa de concreto foi construída em plena areia por uma secretaria municipal.

O diretor de fiscalização da prefeitura, Gilberto Hostins, se explicou aos moradores que questionaram sobre a construção. Segundo ele, a rampa serviria para “caminhões e maquinários que fazem a limpeza na parte central da praia poderem transitar diretamente para a avenida Alvin Bauer”.

Ele ainda diz que a “obra traria segurança para banhistas e usuários da areia e ajudaria no trânsito da avenida Atlântica”. Segundo ele, o local foi escolhido por ser logisticamente mais seguro para pedestres.

Como é crime ambiental concretar a praia, moradores e banhistas esboçaram revolta.

O prefeito Fabrício Oliveira (PSB) se manifestou dizendo que determinou a retirada da rampa.

O prefeito determinou também a apuração de responsabilidade sobre a construção de um equipamento na areia da praia muito maior do que o planejado inicialmente.

 

Empresa de lixo pediu e todas as secretarias concordaram
O secretário de Obras, Osmar de Souza Nunes Filho, o Mazoca, disse ao DIARINHO que a rampa foi uma solicitação da empresa Ambiental, contratada pelo município para a limpeza da praia. A região é a que mais teve registros de algas e brozoários na temporada passada.

Como os caminhões precisam fazer a limpeza da areia, ficaria mais fácil poder acessar diretamente na rampa.
A secretaria de Obras fez solicitação para a de Planejamento e não houve oposição, assim como do Meio Ambiente. Por isso, a rampa de cimento foi construída. Segundo ele, todas as pastas municipais sabiam da rampa.

“A primeira impressão é de que foi algo muito grande. Mas a estrutura tem que ser pesada para aguentar os caminhões que passam”, explica Mazoca. Além disso, segundo ele, também serviria pra acessibilidade de cadeirantes e utilização em atendimento de emergências.

Com a retirada, os caminhões da Ambiental vão continuar circulando como antes, do Pontal Norte a Barra Sul, em horário determinados.

 

Secretária do Meio Ambiente diz que não deu licença

A bióloga Maria Heloísa Furtado Lenzi, secretária do Meio Ambiente, informou que nenhuma licença ambiental foi dada para a construção da rampa na praia Central, perto da avenida Alvin Bauer. “Até porque, nós não podemos licenciar nada na beira da praia, sem autorização da secretaria de Patrimônio da União, a SPU. Quem autoriza a construir qualquer coisa na faixa de areia é a SPU”, ressaltou.

Ela diz que a Semam recebeu uma consulta da secretaria de Obras sobre a possibilidade de fazer uma rampa naquele local. “Nós demos um parecer dizendo que poderiam adequar uma existente e que se, quisessem fazer uma nova rampa, teriam que solicitar autorização da secretaria de Patrimônio da União”, afirmou.

 

Compartilhe:

Deixe uma resposta

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com