Home Notícias Geral Povo lotou o Centreventos para curtir festa da tainha

Povo lotou o Centreventos para curtir festa da tainha

Famílias, jovens e até pets, aproveitaram o sábado ensolarado e foram conferir as delícias servidas na 9° edição da festa da Tainha, realizada pela prefeitura de Itajaí. Quem optou por deixar o carro estacionado na Beira-Rio, sentia de longe o cheiro do pescado e já ouvia a música.

A expectativa inicial de 15 mil pessoas deve ser superada, de acordo com a organização do evento. As 10 toneladas de pescados foram distribuídas em 30 barracas e teve tainha, anchova e sardinha para todos os gostos. Fritos, assados, com temperos ou simplesmente limão. A aposentada Tereza da Silva, 66 anos, moradora de Itajaí, veio com a filha e a netinha. Saboreando uma tainha temperada com limão, aprovou a festa. “Tudo está muito bem feito, pessoas alegres, e ainda bem que deu sol né?”, festeja.

A música ao vivo espantou o frio e fez o povo dançar entre as mesas. A cantora Louise Lucena cantou sucessos internacionais e fez até os mais tímidos se movimentarem. Na sequência foi a vez do Grupo Desafio Sabe subir ao palco. A criançada contou com um espaço kids com piscina de bolinhas, brinquedos infláveis, pintura facial e entrega de balões em formato de bichinhos.

Mesmo com filas para pegar o pescado, a animação era grande. Para o radialista Kevin Tavares, de 23 anos, tudo estava muito gostoso, mas faltaram mesas para acomodar todos. “Os pratos estão deliciosos, mas faltaram lugares para acomodar todo mundo, vi pessoa comendo em pé, ou sentadas no meio fio”, observa. Foram disponibilizadas 800 lugares sentados, que tiveram sua capacidade lotada rapidamente.

Entrada complicada

Em determinados momentos agentes da guarda Municipal e da Codetran precisaram fechar os portões para controlar a quantidade de pessoas que estavam entrando na Vila da Regata. As filas se estenderam até o portão principal do Centreventos.

A confusão acabou gerando reclamações. A comerciante Débora, de 44 anos, achou a saída tumultuada. Ela? que veio com os dois filhos, gostou da festa, mas gostaria que fosse como na edição de 2018, na rua. “A festa deveria ser em um local aberto, muitas pessoas tiveram dificuldade para entrar. Tirando isso, Itajaí está de parabéns, que tenha mais eventos como este”, enfatiza.

Vários bares ao entorno do Centreventos e o Mercado Público aproveitaram o movimento com música ao vivo e diversas atrações.

Compartilhe:

Deixe uma resposta

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com