Home Notícias Geral PM salva mulher de ataque de abelhas

PM salva mulher de ataque de abelhas

O policial, mesmo sendo picado, continuou socorrendo mulher de 48 anos

Ao conseguir chega num posto e ainda perseguido pelos insetos, o PM usou um extintor de incêndio e conseguiu espanta as abelhas

Um enxame de abelhas africanizadas, conhecidas como “abelhas assassinas”, levou pânico para moradores, motoristas e motociclistas que passavam perto do instituto Federal Catarinense (IFC), em Camboriú, na tarde de sexta-feira.
Lojas fecharam e carros manobraram pra fugir das ferroadas. Uma mulher de 48 anos foi atacada pelas abelhas e sofreu mais de 150 picadas. Ela foi socorrida por um policial Militar, que usou o boné e as mãos pra tirar as abelhas que cobriam o corpo da mulher. O policial acabou sendo picado mais de 30 vezes na cabeça.
A vítima foi atacada pelo enxame na rua Ricardo Assi, que dá acesso ao centro. Ela abandonou o carro no outro lado da ponte e tava na calçada se debatendo e gritando por socorro. A mulher foi levada pelo policial até um posto de gasolina na avenida Minas Gerais, mas o enxame continuou perseguindo os dois. “Só aumentava a quantidade de abelhas”, relata o PM, num vídeo postado em redes sociais.
No posto, um rapaz entrega uma toalha molhada pro policial. “Peguei a toalha molhada e passava nela. Nessa hora, ela querendo desmaiar, achando que ia morrer”, conta.
Os funcionários do posto e os clientes se fecharam dentro da loja e dentro dos carros. Mesmo sendo picado, o PM continuou socorrendo a mulher. Ele pediu um extintor de incêndio e tacou o pó na mulher pra afastar as abelhas. Livre dos insetos a mulher foi pra dentro da loja do posto até a chegada dos bombeiros, que a levaram pro hospital.
Os bombeiros chamaram um apicultor pra ajudar no controle das abelhas. Uma colmeia com 80 centímetros de altura e 40 centímetros de largura, foi achada no mato, perto da ponte da rua Ricardo Assi.
O ataque das abelhas teria começado após a limpeza feita por roçadores. Eles não perceberam e bateram na colmeia, alvoraçando os insetos. O ataque afetou o trânsito nas avenidas Minas Gerais, João da Costa e a ponte da rua Ricardo Assi, que foi liberada horas após a situação ser controlada.

Compartilhe:

Deixe uma resposta

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com