Home Notícias Geral Ministério Público denuncia seis pessoas pelo falso suicídio de Higino João Pio

Ministério Público denuncia seis pessoas pelo falso suicídio de Higino João Pio

Crime foi cometido durante a ditadura militar. Higoprefeito de Balneário Camboriú quando foi preso e morto no cárcere

 
 

O Ministério Público Federal em Santa Catarina (MPF/SC) protocolou na Justiça Federal denúncia relativa a crimes cometidos pela ditadura militar. O caso trata da montagem do suicídio do então prefeito de Balneário Camboriú, Higino João Pio, nas dependências da escola de Aprendizes Marinheiros, em Florianópolis, em três de março de 1969. Foram denunciadas seis pessoas e pedida a extinção da punibilidade de outros seis envolvidos, em decorrência de seu falecimento.

O MPF pediu também uma indenização para  Balneário Camboriú, com a construção de um museu contendo exposição sobre as obras e a trajetória política de Higino João Pio. O valor estimado da indenização é de R$ 5 milhões. 

Elaine Mafra
Jornalista formada pela Univali em 2006. elaine@diarinho.com.br
Compartilhe:

Deixe uma resposta

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com