Home Notícias Geral Menino que morreu por bactéria não se contaminou ao comer sashimi, diz família

Menino que morreu por bactéria não se contaminou ao comer sashimi, diz família

Davi, filho de Wagner Lúcio, assessor especial da prefeitura, morreu no hospital Pequeno Anjo

O pequeno Davi Lúcio de Souza, 9 anos, filho de Wagner Lucio de Souza, assessor especial de Assuntos Internacionais da prefeitura de Itajaí, não foi contaminado por uma bactéria ao comer um sashimi, comida de origem japonesa feita com peixe cru. É o que afirmou ao DIARINHO uma parente do garoto.
Segundo ela, o menino sofreu uma reação alérgica ao comer um salmão assado e que somente depois é que se contaminou com uma bactéria, que chegou ao coração.
O hospital Pequeno Anjo, da Univali, não confirma a bactéria e diz que o garoto morreu de parada cardiorrespiratória.
Veja mais na edição de sexta-feira do DIARINHO.

Sandro Silva
Tem 31 anos de jornalismo, formado em pedagogia pela Udesc e com MBA em Gestão Editorial. geral@diarinho.com.br
Compartilhe:

Deixe uma resposta

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com