Home Notícias Geral Mais de 70 pinguins aparecem mortos

Mais de 70 pinguins aparecem mortos

Só em Navega foram 19 aves mortas

Ainda se busca a explicação para a morte de aproximadamente 70 pinguins, encontrados ontem nas praias da região. As duas cidades com mais registros de mortes foram Navegantes, com 19, e Balneário Camboriú com 14 aves flagradas. A principal suspeita é a de que elas morreram por desnutrição. Mas as redes ilegais de pesca também podem ser as vilãs.
De acordo com Jeferson Luiz Dick, coordenador do projeto de Monitoramento das Praias, gerenciado pela Univali, além de Balneário e Navegantes foram encontrados animais mortos em Barra Velha, Penha, Bombinhas, Itapema e Porto Belo.
Em Navega, os pinguins estavam na areia da praia. Todos foram recolhidos pelos fiscais da fundação do Meio Ambiente de Navegantes (Fuman) e entregues aos técnicos do projeto de Monitoramento das Praias, gerenciado pela Univali.
Em Balneário, além da praia Central, as aves sem vida estavam na praia de Taquaras e do Pinho.
Causa investigada
Para a guarda Ambiental de Balneário Camboriú a suspeita é que os animais tenham se afogado ao ficar presos em redes de pesca. “Os animais ficam presos nas redes e morrem afogados, sendo jogados de volta ao mar após pescadores recolherem a rede”, segundo a nota oficial d o grupo de Proteção Ambiental (GPA) da Guarda Municipal da prefeitura.
Para os técnicos do projeto de Monitoramento das Praias o motivo pode ser outro. “Eles estão muito magros e isso é sinal que não estavam conseguindo comer faz um tempo. E, debilitados, acabaram com infestações de parasitas no estômago e intestinos”, explica Jeferson.
Jeferson ressalta que nestes três anos do projeto de Monitoramento das Praias, este foi o ano com maior ocorrência de pinguins mortos. Segundo ele, foram 70 pinguins ontem, e outros 344 recolhidos este ano pelo projeto.
No ano passado, o recolhimento de aves mortas não chegou na metade do que se registrou em 2018. “Mas já ocorreram em anos anteriores, mas não temos registro sobre isso”, observa.

Compartilhe:

Deixe uma resposta

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com