Home Notícias Geral Maioria dos brasileiros é contra a caça de animais, mostra Ibope

Maioria dos brasileiros é contra a caça de animais, mostra Ibope

Uma pesquisa feita pelo Ibope, a pedido da ONG WWF Brasil, revelou que 93% dos brasileiros são contra a liberação da caça no país. A pesquisa foi divulgada nesta quarta-feira, durante o lançamento da campanha “Todos contra a caça e as armas”, da frente parlamentar Ambientalista, na Câmara dos Deputados.
O Ibope entrevistou 2002 pessoas em 142 municípios. Entre as mulheres, a rejeição chega a 95%, enquanto que para os homens é de 90%.
Se levado em consideração o nível de instrução, 94% dos que tem curso superior completo condena a prática. Quem cursou entre a quinta e oitava série registra 93% de negação e 90% daqueles que tem até a quarta série do ensino fundamental.
Moradores de capitais e municípios de periferia apresentam 95% de rejeição. No interior, o número é de 91%.
Quando comparada as regiões geográficas, os índices de rejeição continuam altos. No nordeste, 91% dos moradores são contra a caça e no sudeste 94%. No norte e centro-oeste, o índice aponta 92% de negação, enquanto no sul chega a 93%.
A pesquisa foi apresentada pela ONG como “um importante indicador na luta de coletivos da sociedade civil e de parlamentares” contra projetos de leis. A WWF enfatiza o projeto 5.197/67, que revoga a Lei de Proteção à Fauna, permitindo manejo, controle e exercício de caça no Brasil. Atualmente, o projeto está em tramitação.
“A opinião esmagadora da população é ainda importante subsídio contra o decreto 9785/2019 do presidente Jair Bolsonaro, que facilita o porte de armas e a compra de munição, o que é visto por especialistas como uma grande ameaça à fauna silvestre, por facilitar a caça amadora”, registra a ONG em seu site oficial. (https://www.wwf.org.br/informacoes/noticias_meio_ambiente_e_natureza/?71242/Brasileiros-sao-contra-a-caca).
Nesta quarta-feira, também foi divulgado um manifesto conta a caça, onde mais de 700 organizações, parlamentares e personalidades o assinaram. Há um abaixo-assinado (https://bit.ly/2PPIj5X) online que já reúne 500 mil adesões.

Compartilhe:

Deixe uma resposta

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com