Home Notícias Geral Idoso que morreu de coronavírus morava em Porto Belo até se mudar para asilo

Idoso que morreu de coronavírus morava em Porto Belo até se mudar para asilo

O senhor de 86 anos que foi a primeira vítima fatal de coronavírus em Santa Catarina morava em Porto Belo até uma semana atrás. Ele foi levado para um asilo de Antônio Carlos, na Grande Floripa, na semana passada.
Segundo a prefeitura, o senhor morou com a esposa em Porto Belo durante as últimas décadas. Quando ela faleceu, os filhos passaram a se alternar nos cuidados dele. Mas o senhor entrou em depressão e ficou bastante debilitado, pois sofria de Parkinson. Semana passada, a família decidiu colocá-lo na casa de repouso.
O homem passou mal no asilo e foi levado pelo Samu para o hospital Regional de São José no dia 23 de março. O quadro clínico inicial era de desconforto respiratório associado à piora do estado de saúde.
De acordo com os boletins médicos, ele não tinha histórico de febre e tosse. As amostras para testagem da Covid-19 foram colhidas no Laboratório Central de Saúde Pública (Lacen). O teste confirmou a presença de coronavírus. O paciente foi mantido em isolamento respiratório, mas não resistiu e morreu.
A prefeitura de Porto Belo disse que recebeu o resultado da coleta hoje pela manhã. A vigilância Epidemiológica está investigando onde ele pode ter sido infectado, já que não viajou para lugar nenhum.

Asilo tem 28 idosos internados
Segundo a prefeitura de Antônio Carlos, o idoso deu entrada na Casa de Repouso Recanto do Arvoredo, popular Casa de Repouso Francisca Helena, às 14h30 do dia 18 de março. “Ele tinha sofrido uma queda há duas semanas, apresentando, no momento da entrada, diversas fraturas, leve anemia e infecção urinária, bem como histórico de Parkinson”, informou a nota.
Logo após a internação do idoso, a polícia Militar visitou a casa de repouso pra fazer uma orientação sobre as medidas sanitárias do local. Durante a ação, a PM observou o uso dos Equipamentos de Proteção Individual pelos profissionais, tendo sido orientado aos responsáveis intensificar o treinamento pra tratar com pacientes com suspeita de coronavírus.
A casa de repouso trabalha com 28 idosos e 29 profissionais. “Será feita a coleta para COVID-19 em todos os profissionais pela vigilância Epidemiológica do município”, informou a prefeitura.
Já a secretaria de Estado de Saúde de Santa Catarina informou que está adotando medidas necessárias para coletar amostras e monitorar as pessoas que estavam em convívio com o idoso. “Estamos realizando todo o trabalho necessário para monitorar as pessoas com as quais o paciente teve contato e orientando ao isolamento social”, afirma o secretário da Saúde, Helton Zeferino. De acordo com ele, as equipes estão em campo realizando os serviços necessários.

Investigação tenta descobrir local de contaminação de idoso
A investigação para descobrir onde o senhor se contaminou com o novo coronavírus está sendo feito pelo Estado, com apoio dos municípios por onde ele passou: Porto Belo, Balneário Camboriú e Antônio Carlos.
Janaina Nordio, secretária de Saúde de Porto Belo, explica que o senhor foi atendido no PA de Porto Belo no dia 6 de março após uma queda. Ele teve fratura na costela e foi encaminhado ao hospital Ruth Cardoso, ficou em observação e voltou para casa.
Após esse primeiro atendimento, ele retornou no dia 15 de março ao PA de Porto Belo. “O atendimento foi devido a desconforto respiratório causado pela fratura em costela. Ele tinha fratura bilateral”, explica.
A secretária está coletando informações para ajudar na investigação. Ela diz que o senhor teve contato com outros familiares, mas nenhum deles teve fora do país ou fora do estado nos últimos dias. A investigação pretende descobrir em qual cidade ele se contaminou.

Fran Marcon
Formada em Jornalismo pela Univali, com MBA em Gestão Editorial. fran@diarinho.com.br
Compartilhe:

Deixe uma resposta

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com