Home Notícias Geral Esquema especial para abrigar moradores de rua

Esquema especial para abrigar moradores de rua

Prefeitura de BC bota equipe na madruga; Itajaí abre abrigo emergencial

Toda vez que frio baixar de 13 graus, povo da rua receberá atendimento especial

Estamos no outono, mas o friozão de oito graus que pintou e tava previsto pra madrugada deste sábado é coisa de inverno. Por isso, as prefeituras de Itajaí e Balneário Camboriú montaram esquemas especiais para abrigar os moradores de rua.
Toda vez que as temperaturas baixarem de 13 graus, as duas prefeituras ativarão as equipes de abordagens especiais.
Balneário
Luiz Maraschin, secretário de Desenvolvimento e Inclusão Social da prefeitura, reativou esta semana a equipe móvel que trampa fora do horário de expediente. “Estamos fazendo operações especiais, saindo de madrugada e oferecendo o acolhimento na casa de passagem, com banho, janta, troca de roupa e café”, informa.
A cidade, pelas contas do secretário, tem cerca de 100 pessoas que dormem em calçadas, praças, marquises e embaixo de pontes e viadutos. O serviço de acolhimento convida esse povo a fugir do frio e se abrigar na Casa de Passagem, que tem 28 lugares.
O tempo de permanência na casa é de dois dias. Nesse período, a pessoa recebe apoio dos profissionais da secretaria para tentar sair das ruas ou ir para algum centro de terapias para doentes de álcool ou drogas. O telefone do plantão da equipe que trampa na madruga é 98839-7075.
Itajaí
A prefeitura de Itajaí abriu ontem à noite um abrigo especial, que, junto com a Casa de Apoio da secretaria de Bem Estar Social, vai aumentar para quase 70 o número de vagas para moradores de rua durante as noites de frio.
De acordo com a assessoria da secretaria, Itajaí tem cerca de 110 pessoas vivendo em situação de rua.
O abrigo emergencial fica na rua José de Alencar, 345, no bairro São Vicente. O imóvel pertence à defesa Civil e terá 30 vagas. Já a Casa de Apoio, que funciona todo o ano, tem cerca de 40 outras.
Por lá, os moradores poderão chegar entre 20h e 20h30 e têm que deixar o local até às 7h30 do dia seguinte. Eles jantam, podem tomar banho e café da manhã.
Os que aceitarem, são encaminhados para o centro de Referência Especializado da Assistência Social para População em Situação de Rua (Creas POP), que fica na rua José Pereira Liberato, 2219, no São Judas. Lá, recebem apoio e orientação para tentar mudar de vida. “A intenção do acolhimento é fomentar o vínculo com o usuário na perspectiva de possíveis encaminhamentos, para um novo projeto de vida, se a pessoa assim desejar”, diz Fabrício Marinho, secretário de Assistência Social.
O telefone para avisar onde tem gente morando na rua em Itajaí e precisando se abrigar do frio é o 156. SS n

Compartilhe:

Deixe uma resposta

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com