Home Notícias Geral Discussão sobre o trevo de Itajaí e Brusque vai pra Justiça

Discussão sobre o trevo de Itajaí e Brusque vai pra Justiça

Discussão sobre o trevo de Itajaí e Brusque vai pra Justiça. Foto: Arquivo

A discussão envolvendo as obras paralisadas do trevo de acesso à rodovia SC-486 na BR-101 vai ganhar outros capítulos. O foro metropolitano de ação Civil Pública resolveu mandar pra discutir na Justiça o problema.
A obra foi anunciada como aprovada e vinha sendo executada no segundo semestre de 2018 está paralisada.
Em nota divulgada pra imprensa, o Deinfra disse que não havia condições de seguir as obras. Por outro lado, o secretário Carlos Hassler afirmou em audiência na cidade de Brusque que a decisão pela interrupção do contrato foi sua. “Quem decidiu romper o contrato fui eu”, comentou.
A ação pede, após ouvido o Estado, que seja concedida uma medida de urgência pra retomada das obras, uma vez que elas estão com recursos garantidos pelo contrato do BID. Se não forem feitas, o recurso pode ser retirado pelo banco causando prejuízo para Itajaí e Brusque.
Moradores da região reclamam sobre os problemas causados pela paralisação das obras e questionam o governo. “Como pode um governo assinar uma ordem de serviço e o novo governo rescindir o contrato alegando não haver recursos para desapropriações?” perguntou um morados em um grupo do Facebook.
O foro pede que o Estado, o Deinfra, o consórcio SC 486, SPE e a empresa Prosul indenizem a coletividade num valor de R$5 milhões e a condenação da empresa Prosul é ressarcir os valores pagos pelo governo de Santa Catarina para elaboração do projeto.
A ação segue no Juízo Federal de Itajaí.

Compartilhe:

Deixe uma resposta

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com