Home Notícias Geral Corretor de imóveis ameaça cliente de padaria que pediu pra ele colocar máscara

Corretor de imóveis ameaça cliente de padaria que pediu pra ele colocar máscara

Um bate-boca numa padaria no centro de Balneário Camboriú chamou a atenção de clientes e funcionários que estavam no local no final da tarde de sexta-feira, na avenida Brasil. O corretor de imóveis Emerson Picinato teria ameaçado um senhor porque ele pediu que Emerson colocasse a máscara, como já havia feito uma funcionária do caixa. Segundo a denunciante que chegou a filmar parte da discussão em vídeo, Picinato não poupou xingamentos e ameaças ao senhor. 

A cliente diz que Emerson chegou a falar que era policial federal. Quando o senhor ameaçou chamar a polícia ou a guarda municipal, o corretor diz que “está para nascer o homem que vai me prender”. A padaria não registrou boletim de ocorrência, já que as ameaças foram contra um cliente.

O uso de máscara em estabelecimentos comerciais é obrigatório no estado e Picinato estava com o item no queixo. Ele havia comido na padaria e foi advertido por uma funcionária quando estava indo para o caixa. Foi então que o senhor entrou na discussão em defesa da moça.

Essa não é a primeira vez que o corretor incomoda na padaria. Ele já é cliente antigo e volta e meia está arrumando desaforo no local, principalmente em função do alcoolismo, apontam pessoas que frequentam a padaria. No domingo ele voltou na padaria sem máscara, pediu desculpas pela discussão e teve que comprar uma máscara no próprio local.

O DIARINHO tentou contato com Picinato, mas não teve retorno até o fechamento dessa matéria.

Corretor cumpre pena em regime aberto

Se na discussão o corretor diz que ‘está para nascer o homem que vai me prender’, ele já foi preso pela polícia Militar em 2014 por roubo e ameaça em Balneário Camboriú. Segundo o processo que tramitou na 2ª Vara Criminal de BC, ele assaltou um homem na rua e ameaçou de morte o dono de uma cafeteria.

Emerson foi condenado pelo Tribunal de Justiça a mais de quatro anos de prisão. Parte da pena já foi cumprida no regime semiaberto e desde 2019 ele cumpre o restante da pena no regime aberto.

Compartilhe:

Deixe uma resposta

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com