Home Notícias Geral Colaborador do DIARINHO morre depois de acidente

Colaborador do DIARINHO morre depois de acidente

Marciel Andrade estava há 10 dias internado na UTI do hospital Marieta

Aequipe do DIARINHO está de luto. O jornal perdeu um grande colaborador na madrugada desta quinta-feira. Marciel Gonçalves de Andrade, 45 anos, era funcionário do DIARINHO há 14 anos. Ele sofreu um acidente de moto e há 10 dias lutava pela vida internado na UTI do hospital Marieta. Infelizmente, Marciel não resistiu e faleceu.
O corpo está sendo velado na capela mortuária do São Vicente, na rua Erotides da Silva Fontes. O sepultamento será às 10h manhã de sexta-feira no cemitério do bairro Espinheiros.
Marciel era natural de Eldorado, no Mato Grosso do Sul, mas morava em Itajaí há mais de 20 anos. Ele veio para Santa Catarina sozinho e aqui conheceu Tatiane Dorvalina Flor, 34 anos, com quem se casou há 18 anos. O casal teve três filhos, uma menina de 10 anos e dois meninos de três e dois aninhos. Marciel ainda tinha uma menina de 18 anos, de outro relacionamento, e que morava com o pai em Itajaí.
Tatiane conta que o marido sempre foi muito paizão e um homem responsável, seja em casa ou no trabalho. “Ele é um exemplo a ser seguido. Era um homem digno da vida e perder ela dessa maneira é inaceitável”, diz.
Para a esposa, filhos, amigos e colegas, Marciel vai deixar muita saudade, pois, apesar de reservado, era uma pessoa alegre, sorridente e prestativa. “Ele era muito brincalhão e adorava colocar apelido nos outros, mas não aceitava que colocassem apelido nele”, lembra a esposa.
Para Tatiane, o marido deixou uma passagem boa em cada pessoa que o conheceu. “A família agradece todo o carinho que essa grande família de amigos nos deu durante estes dias em que ele ficou internado”, comenta.

Dormiu enquanto pilotava a moto

Marciel sofreu um acidente de moto no dia 10 de abril, às 7h50 na manhã, na marginal da BR-101, no Km 113,5, no bairro Salseiros, em Itajaí. Ele conduzia a moto Honda CG, placa MED 9453 (Itajaí), e voltava de Penha.
Quando foi socorrido, Marciel contou que dormiu durante a pilotagem, bateu no meio-fio e teve o corpo arremessado contra um poste. Ele foi levado consciente ao hospital Marieta Konder Bornhausen, onde passou por duas cirurgias e ficou internado por 10 dias. Ele faleceu por volta das 4h30 da madrugada desta quinta-feira.

Era o responsável por distribuir os jornais
De segunda a sábado, durante a madrugada, Marciel recebia os jornais que chegavam da gráfica ao centro de distribuição do DIARINHO, no centro de Itajaí. Ele era responsável por distribuir e coordenar o trabalho dos entregadores.
No dia do acidente, em 10 de abril, Marciel ajudava a equipe a entregar os jornais, pois o entregador que fazia a rota de Penha tinha sofrido um infarto dias antes.
O DIARINHO era a segunda casa de Marciel, como conta Tatiane. “Ele dormia com a camisa da empresa. Inclusive, quando ele entrou na UTI, depois do acidente, ainda passou instruções pra eu repassar aos colegas”, lembra.
Marciel tinha dois contratos de trabalho no DIARINHO. De madrugada ele fazia a chefia da distribuição e à tarde exercia a função de cobrador. Por isso, no início da tarde, ele passava pela sala de Lucy Rosana de Paula, gerente financeira do jornal. “Ele era uma pessoa muito boa; a gente sempre conversava e ele falava muito dos filhos. Vivia pros filhos e pra mulher”, comenta Lucy.
Toda a equipe do jornal ficou muito abalada com a morte do colega. “Marciel trabalhava com a gente há mais de uma década. Nesse período, passou por diferentes setores e sempre se destacou pela lealdade, garra e profissionalismo. Deixa muitas saudades. Lamentamos profundamente,” disse a diretora do DIARINHO, Samara Toth Vieira.

Compartilhe: