Home Notícias Geral Câncer levou Tibério Testoni

Câncer levou Tibério Testoni

Empresário e político faleceu no sábado, em Curitiba. Sepultamento aconteceu neste domingo, no cemitério da Fazenda

Em maio do ano passado, Tibério foi personagem do nosso Entrevistão

Foi enterrado na manhã de ontem, no cemitério da Fazenda, em Itajaí, o corpo do empresário Tibério Testoni, 71 anos. Ele morreu vítima de câncer no início da manhã de sábado, no hospital Nossa Senhora das Graças, em Curitiba (PR), onde estava internado há 20 dias.
Ex-vereador, Tibério foi velado na Câmara Municipal de Itajaí, onde recebeu homenagens de amigos, parentes, políticos e empresários.
Presidente municipal do PEN e dono do posto Fazendão, Tibério lutava contra o câncer há cinco anos. Ele chegou a remover o rim esquerdo, mas o tumor passou a atacar o pulmão. Ele ia com frequência a Curitiba fazer o tratamento com quimioterapia.
Nos últimos 20 dias a situação se complicou. O câncer atingiu parte do intestino, se espalhou e Tibério passou a fazer radioterapia. O tratamento não conseguiu controlar a doença.
Nesta semana, o câncer afetou o outro rim e o intestino deixou de funcionar. Ele foi levado para a capital paranaense. Na sexta-feira, ele respirava por aparelhos. A morte foi confirmada às 6h30 de sábado.
Natural de Ascurra, Tibério morou um tempo em Gaspar até se fixar em Itajaí. Caminhoneiro de profissão, começou no ramo de posto de combustíveis em 1974, com o posto Presidente, em sociedade com o primo. Em 1978, alugou o posto Vitória, da família Sandri, na rua Brusque.
O tradicional posto no bairro da Fazenda, antigo ViaSete), na avenida Sete de Setembro, passou a ser tocado por ele em 1985. Tibério ainda foi fundador e presidente do sindicato do Comércio Varejista de Combustíveis de Itajaí (Sincombustíveis).
Nos anos 1980, entrou na vida política. Foi vereador por dois mandatos pelo PMDB entre os anos 1983 e 1988. Também atuou como secretário de Agricultura e de Obras em duas gestões municipais, na dos ex-prefeitos Arnaldo Schmidt e João Macagnan.
Ainda chegou a ser candidato a deputado estadual pelo PSDB e foi vice-presidente do Clube Náutico Marcílio Dias nos anos 1980. No ano passado, Tibério chegou a lançar pré-candidatura a prefeito pelo PEN, partido recém-criado na cidade, mas acabou apoiando a chapa do prefeito eleito Volnei Morastoni (PMDB). Em maio do ano passado, Tibério foi personagem do caderno Entrevistão do DIARINHO.

A família
O empresário teve quatro filhos (dois já falecidos). Deixa ainda a esposa, Erna Testoni, 68 anos, e quatro netos.
O filho Giovani Testoni, atual presidente do Sincombustíveis, destaca que o pai deixou um legado de garra e perseverança. “Ele era muito carinhoso. Vivia cercado de amigos. A virtude dele era ser um sujeito bondoso e perseverante. Desistir jamais, era o lema”, comenta.

Adeus
O velório e o sepultamento contaram com a participação e dezenas de amigos, conhecidos, políticos e clientes. As últimas homenagens começaram na Câmara, por volta das 18h de sábado, depois de o corpo ser trazido de Curitiba. O atual prefeito Volnei Morastoni e os ex-prefeitos Jandir Bellini, Arnaldo Schmidt Júnior, João Macagnam e Amilcar Gazaniga, além de diversos vereadores foram dar adeus a Tibério. O ministro Marco Aurélio Buzzi, do Superior Tribunal de Justiça, amigo pessoal da família, também esteve presente no velório. “Era um grande administrador, que ajudou Itajaí a crescer”, disse o ministro sobre o amigo.

Compartilhe: