Home Notícias Geral Balneário Camboriú: Eleição do sindicato dos Hoteleiros vira caso de justiça

Balneário Camboriú: Eleição do sindicato dos Hoteleiros vira caso de justiça

Como diretoria do Sindisol trancou o sindicato, oposição realizou a eleição no corredor

A eleição para a nova diretoria do sindicato dos Hotéis, Restaurantes, Bares e Similares de Balneário Camboriú (Sindisol), um dos mais importantes do ramo em Santa Catarina, que ocorreu hoje, foi suspensa tanto pela direção da entidade quanto por uma decisão judicial.

A eleição foi organizada por um grupo de filiados e pela chapa de oposição, que fizeram uma reunião na segunda-feira na câmara de Vereadores. Para eles, como já há uma decisão da Justiça mandando fazer a eleição do Sindisol e como a direção da entidade não estaria cumprindo a ordem, foi legítimo organizar o pleito de hoje.

Já para a atual diretoria, a reunião de segunda-feira, na câmara, não tem legitimidade, porque não foi convocada de forma legal. Por isso, a atual diretoria não autorizou a eleição, que acabou acontecendo mesmo assim, nos corredores do edifício Concorde, na avenida Atlântica, onde fica a sede do Sindisol, que não abriu.

Durante à tarde, saiu uma liminar suspendendo a eleição.

A atual diretoria diz que está formando uma comissão eleitoral com representantes do judiciário e de pessoas de fora do sindicato, para ter um processo mais democrático.

A eleição do Sindisol já deveria ter ocorrido em 2017. Por isso, alguns associados ingressaram na justiça, que determinou ao sindicato que realizasse o pleito. A reclamação da oposição é que a direção do Sindisol não chamou a eleição e, por isso, os associados convocaram a reunião na câmara de segunda-feira.

Sandro Silva
Tem 31 anos de jornalismo, formado em pedagogia pela Udesc e com MBA em Gestão Editorial. geral@diarinho.com.br
Compartilhe:

Deixe uma resposta

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com