Home Notícias Geral Audiência pública para ampliação do porto

Audiência pública para ampliação do porto

Qualquer pessoa pode participar pra berrar ou concordar sobre as desapropriações

A intenção é ceder parte do centro e do São João pra deixar o porto maior

A secretaria Nacional dos Portos, ligada ao ministério dos Transportes, faz hoje em Itajaí uma audiência pública para saber o que moradores, trabalhadores e empresários acham da proposta de ampliação da área portuária e da desapropriação de imóveis no centro e no bairro São João.
A audiência é aberta. Ou seja, qualquer pessoa pode participar pra berrar, concordar ou dar ideias sobre as desapropriações. A reunião acontece no auditório da administração do porto, no começo da rua Tijucas, entre 14h30 e 17h30.
“O porto de Itajaí tem um importante valor para o país e segue um modelo de grande gerador de receita para o estado de Santa Catarina. Ele precisa expandir seu modelo organizacional e melhorar sua estrutura para dar continuidade às atividades”, comenta o engenheiro Amarildo Madeira, assessor de planejamento da superintendência do porto.
A área que a prefeitura pretende desapropriar abrigará espaços para armazenagem de contêineres que estejam para ser embarcados ou que foram recentemente desembarcados, além de estacionamentos e área de triagem de caminhões, que hoje atravancam o tráfego na Caninana e na rua Coronel Eugênio Müller.
A ampliação também possibilitará que o porto possa ter equipamentos que darão mais agilidade ao serviço, como o transtêiner, que é uma empilhadeira gigante de contêineres.

Fique ligado no projeto
Em agosto, o prefeito Volnei Morastoni assinou um decreto determinando que uma área de aproximadamente 120 mil metros quadrados fosse considerada de “relevante interesse público”. Desde então, novas construções, consultas prévias para o empreendimento, reformas e alvarás de construção no entorno do porto de Itajaí, no centro e no bairro São João, estão suspensas.
Pelo decreto, a área que será desapropriada começa na avenida Coronel Eugênio Müller (na frente do porto), segue até a avenida Marcos Konder (na quadra do Showbol), rua Silva, rua Tijucas, rua Olegário de Souza Júnior (uma perpendicular da famosa rua do Clube do Mickey) e seu prolongamento imaginário até a rua Tijucas, avenida Caninana e rua Max, voltando pela Blumenau e fechando novamente com a Coronel Eugênio Müller.

Compartilhe:

Deixe uma resposta