Home Notícias Esporte Vôlei de praia

Vôlei de praia

Os donos da areia

Maria e Carolina e André e Evandro conquistaram o ouro na etapa do circuito em Itapema

O título da etapa de Itapema é de Maria Elisa e Carolina Solberg, no feminino, e de André e Evandro, no masculino. Durante todos os dias, muitos torcedores prestigiaram os jogos lotando as arquibancadas da arena. Duplas de vários os estados do Brasil fizeram a plateia vibrar com lances emocionantes e atletas que são considerados os melhores do país e do mundo.
A parceria entre Maria Elisa e Carolina foi formada no meio do ano e mesmo assim garantiu o ouro na etapa. Elas venceram Ana Patrícia e Rebecca por 2 sets a 1, com parciais de 18/21, 21/14, 13/15. A disputa rolou na noite de sábado e teve 57 minutos de duração. Maria Elisa e Carol agora são líderes do ranking e conquistaram o primeiro ouro da dupla no circuito Brasileiro de Vôlei de Praia. O bronze no feminino ficou com Ágatha e Duda, que venceram Tainá e Victoria
Já a vitória no masculino ficou com André e Evandro, que venceram na manhã de domingo George e Pedro. Já Saymon e Alvaro ficaram com o terceiro lugar.
A medalha de bronze ficou com Ágatha e Duda, que venceram Tainá e Victoria por 2 sets, com parciais de 21/11, 21/14, em 33 minutos de duração.
Nas duas primeiras etapas do circuito, Maria e Carolina haviam ficado com a medalha de prata. Agora, após o ouro, elas somam 1120 pontos nos três torneios disputados, abrindo vantagem. Após o ouro, Maria brincou por receber um ‘presente de casamento’ antecipado. “Estou muito emocionada, passei a tarde inteira nessa expectativa de jogar uma final neste momento incrível que estou vivendo. A gente queria muito esse título. O Kioday (técnico da dupla) merecia muito, e, além disso, meu noivo, Paulo Victor, também merecia. Semana que vem direi o sim mais importante da minha vida”, disse.
Apesar de não terem ficado com o ouro, Ágatha e Duda (PR/SE) se mantêm na vice-liderança do ranking geral, agora com 1000 pontos nas três etapas disputadas. Duda fez um balanço de 2017, encerrado com mais um pódio para a parceria. “Foi um ano maravilhoso, especial. Início de parceria com a Ágatha, 11 meses de muito aprendizado. Não tenho palavras pela minha evolução, e evolução também da nossa equipe. O começo de uma longa jornada, com muitos objetivos e muito foco. Quero ser feliz jogando ao lado dela. Está sendo incrível. São 11 pessoas em uma comissão técnica muito forte”, disse Duda, que comentou sobre enfrentar ex-parceiras, comandadas pela mãe.
A competição distribui R$ 45 mil às duplas campeãs dos dois naipes, e todos os times na fase de grupos são premiados. Ao todo, são quase R$ 500 mil por etapa. A novidade nesta temporada fica por conta da volta do classificatório e do aumento de duplas, passando de 16 para 24 times na fase de grupos da competição.

Elaine Mafra
Jornalista formada pela Univali em 2006. elaine@diarinho.com.br
Compartilhe: