Home Notícias Esporte Vai rolar a bola na B

Vai rolar a bola na B

Cambura também aposta na experiência

O Camboriú bateu na trave nos dois últimos anos, sendo eliminado nas semifinais da Série B, e espera melhor sorte neste ano com um novo regulamento. Para isso, também aposta na experiência de jogadores como o lateral Adriano Chuva, o meia Paulinho Oliveira e o atacante Sabiá, todos com acessos da segundona no currículo. O treinador será Carlos Alberto Teco, que em 2018 era auxiliar de Waguinho Dias na campanha do acesso do Marcílio Dias. Como treinador, Teco esteve no comando do Marinheiro na Copa SC do último ano.
“Estamos muito felizes com o saldo da pré-temporada. Trabalhamos em cima de um modelo de jogo, fizemos bons treinos durante esses dias e esperamos colocar em prática já diante do Juventus nesse domingo. Temos que buscar durante a competição uma regularidade para que a gente possa alcançar o objetivo maior do Camboriú que é o acesso a Série A”, explica Teco.

O campeonato Catarinense da Série B começa neste sábado com 10 equipes na disputa das duas sonhadas vagas na elite do futebol estadual em 2020. Entre os participantes, três clubes da região: Almirante Barroso, Barra e Camboriú.
O primeiro a entrar em campo será o Barra, que visita o Guarani de Palhoça às 15h de sábado, em Palhoça. Já no domingo o Barroso recebe o Próspera às 10h, no estádio Camilo Mussi, enquanto a Cambura vai a Jaraguá do Sul enfrentar o Juventus, às 15h. Completam a rodada: Concórdia x Inter de Lages e Fluminense x Blumenau.
Nessa temporada o regulamento sofreu alterações em relação aos anos anteriores. As 10 equipes irão se enfrentar em turno e returno, e os dois melhores na soma geral de pontos garantem o acesso para a Série A e farão a final da segundona. Além disso, não há mais limite de idade para os jogadores relacionados por partida, acabando de vez com a exigência de maioria de atletas sub-23.
Com isso, os clubes puderam montar elencos com jogadores mais experientes este ano, mesclando com algumas jovens promessas. É o caso do Almirante Barroso, que tem na experiência do zagueiro Rogélio, 37 anos, e do atacante Fabinho, 35, alguns dos pilares na busca pela volta a elite. Rogélio tem no currículo passagem por vários clubes do estado, e participou do acesso do Marcílio Dias em 2018 ao lado de jogadores como Igor, Daniel, Dandan e Abner, que também vestem a camisa alviverde neste ano.
O técnico do Almirante é Chiquinho Lima, que comandou o clube na Copa Santa Catarina em 2018. Para o treinador, o Barroso terá que manter a regularidade se quiser conquistar o acesso no ano do seu centenário.
“A expectativa para a competição é a melhor possível. Estamos montando um elenco muito competitivo, com um ambiente saudável para trabalhar. A competição vai ser muito difícil, com times muito fortes, então temos que manter uma regularidade, que é o que exige um campeonato de pontos corridos”, explica.

Tcheco comanda o Barra

O Barra terá uma novidade em seu comando na temporada. Ex-jogador de Grêmio, Coritiba e Corinthians, Tcheco será o treinador do Pescador após uma rápida experiência como técnico do Coxa em 2018. Agora na segunda divisão catarinense, ele terá a missão de levar o clube de Balneário ao inédito acesso a Série A.
O elenco do Pescador conta com vários jogadores que passaram pelo clube em anos anteriores, tanto na base, quanto no time principal. O atacante Jean Carlos, o lateral Ruan e o volante Jessé estão entre os nomes que já vestiram a camisa azul e amarela e voltam para dar mais experiência ao elenco.
“Foi uma pré-temporada bastante intensa, como nós queríamos que fosse. Vamos encontrar um campeonato muito difícil, com várias equipes tradicionais na segunda divisão. O nosso objetivo é ter um bom desempenho para que a gente possa ficar entre as equipes que disputarão o acesso ao longo da competição”, avalia Tcheco.

Fran Marcon
Formada em Jornalismo pela Univali, com MBA em Gestão Editorial. fran@diarinho.com.br
Compartilhe:

Deixe uma resposta

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com