Home Notícias Esporte Tenista de Itajaí leva título dos 16 anos na Copa SC de Tênis

Tenista de Itajaí leva título dos 16 anos na Copa SC de Tênis

Paranaense e uruguaia faturaram canecos na categoria mundial. Torneio reuniu 530 atletas de 13 países

Isabella Torres jogou muito e faturou o troféu nos 16 anos

Sábado foram definidos os campeões da 11ª edição da Copa Santa Catarina de Tênis, evento realizado no Itamirim Clube de Campo, em Itajaí.
Na categoria 16 anos com pontuação para o ranking Sul-Americano, o troféu ficou com a tenista que treina na ADK Tennis, no Itamirim, Isabelle Torres, que derrotou na final a brasileira Maria Sodré por 6/2 6/1.
Na categoria mundial até 18 anos, com pontos no ranking da Federação Internacional de Tênis, o paranaense Márcio Silva superou o catarinense de Joinville e principal favorito João Victor Loureiro por 3/6 6/2 6/2. Esta é a primeira conquista de Márcio na carreira.
No feminino, o caneco foi para a uruguaia Guillermina Grant. Favorita, ela bateu a belga Amelie Van Impe, quinta pré-classificada, por 6/2 6/0.
Grant vinha de um vice-campeonato em Salvador (BA) e Impe derrotou na semi a gaúcha Sofia Mendonça, campeã na Bahia e que tinha oito vitórias consecutivas. A última campeã brasileira foi Vitória Okuyama, em 2016.
Nas duplas os canecos ficaram com os estrangeiros. No masculino, os uruguaios Francisco Llanes e Emiliano Troche superaram os cariocas Gustavo Madureira e Lorenzo Esquici por 6/4 4/6 11/9.
No feminino as belgas Van Impe e Amelia Waligora superaram na final a catarinense Namie Isago e Isabel Oliveira por 6/2 6/7(7/4) 10/8.
Nos 14 masculino, o troféu ficou com Matheus Amorim que fez 6/1 6/0 em Davi Daniel, filho do ex-top 60, o gaúcho Marcos Daniel.
No feminino, o troféu ficou com Paola Dalmonico que derrotou Rayssa Domingues por 6/4 6/2. Nos 16 masculino o troféu foi para Victor Tosetto que fez 6/4 6/2 sobre Lucas Silva.
A competição teve atletas do Brasil, Colômbia, Argentina, Uruguai, Paraguai, Chile, Bolívia, Estados Unidos, Japão, Rep. Tcheca, Bélgica, Espanha e Peru.
O torneio é um dos mais tradicionais do país e responsável por revelar vários talentos, entre eles o mineiro João Menezes que está perto do top 200 mundial no profissional e acabou de conquistar a Medalha de Ouro nos Jogos Pan-Americanos de Lima, no Peru, praticamente garantindo sua vaga na Olimpíada de Tóquio em 2020.

Fran Marcon
Formada em Jornalismo pela Univali, com MBA em Gestão Editorial. fran@diarinho.com.br
Compartilhe:

Deixe uma resposta

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com