Home Notícias Esporte Mapfre estreia com baita vitória

Mapfre estreia com baita vitória

O barco espanhol Mapfre venceu a In-Port Race Alicante, na Espanha, na estreia da Volvo Ocean Race 2017/2018. A equipe da casa dominou a regata e completou o percurso de aproximadamente 10 milhas em 54 minutos e 51 segundos.
A Mapfre conta com três campeões olímpicos a bordo: o neozelandês Blair Tuke e os espanhóis Xabi Fernández e Tamara Echegovien. Dongfeng Race Team (China) e Vestas 11th Hour Racing (Dinamarca) fecharam o pódio. O time holandês AkzoNobel ficou em sexto lugar.
Fernández e a sua tripulação fizeram uma largada arrojada passando por atrás de toda a frota, com o objetivo de rumar ao lado direito do campo de regatas, o mais favorecido, e ganharam uma pequena vantagem na rondagem da primeira ‘boia’.
O MAPFRE conseguiu destacar-se da frota, logrando um avanço de cerca de um minuto na segunda ‘boia’. Até o final apenas teve de controlar para manter a liderança. “A verdade é que não foi fácil, mas arriscamos”, comemorou Xabi.
A regata foi muito equilibrada. O Sun Hung Kai/Scallywag esteve muito forte na primeira ‘perna’, mas foi caindo a medida que o tempo passava.
Pelo contrário, o Dongfeng Race Team superou os adversários e assegurou a segunda posição depois de uma batalha com o Vestas 11th Hour Racing e o Team Brunel. “Para nós, foi uma Regata In-Port muito emocionante”, disse Charlie Enright, skipper do Vestas.

Domingo
A Volvo Ocean Race começa para valer no próximo domingo, em Alicante. As equipes vão percorrer 45 mil milhas náuticas (83.340 km) ao redor do mundo, atravessando quatro oceanos e tocando em seis continentes.
Doze cidades vão receber a prova. No Brasil, a única parada será em Itajaí, prevista para 5 de abril. A corrida terminará em Haia, em junho de 2018.

Chefão de barco de brasileiros é demitido antes da largada
O clima no team AkzoNobel não é dos melhores após a demissão do comandante da equipe, o holandês Simeon Tienpont. O time, que conta com os brasileiros Joca Signorini e Martine Grael, anunciou a quebra do contrato do atleta neste domingo. Por meio de um comunicado, os representantes do barco holandês alegaram que a empresa de gerenciamento de Simeon Tienpont, a STEAM, violou alguma regra vigente. Não foi definido quem será o novo skipper da campanha do AkzoNobel na regata de volta ao mundo, que começa no domingo.
‘’Estamos trabalhando para encontrar a melhor solução para a regata que começa em sete dias. Assim que o novo skipper for confirmado, teremos certeza de que nossos fãs de vela serão os primeiros a saber. No mundo do esporte profissional e, em particular, nas principais competições mundiais, como a Volvo Ocean Race, as equipes devem ser capazes de lidar com qualquer adversidade que venha’’, mandou o comunicado.
Os jornalistas em Alicante, local da largada da Volvo Ocean Race, na Espanha, estranharam o fato de o brasileiro Joca Signorini assumir as funções principais a bordo, inclusive a de timoneiro na regata In-Port de sábado. Joca deu a entrevista oficial para o público e assumiu toda a responsabilidade pelo sexto lugar e penúltimo lugar do barco na prova. O vencedor foi o MAPFRE.
Outro nome de peso da vela mundial já havia deixado o barco AkzoNobel recentemente. Chunny Bermudez, que correu com o Brasil 1 e é atual campeão com o Abu Dhabi, também foi desligado.
A largada da regatona será no próximo domingo com cobertura completa do DIARINHO.

Classificação inicial
1º MAPFRE – 54 minutos e 38 segundos – 7 pontos
2º – Dongfeng Race Team — 56:06 — 6 pontos
3º – Vestas 11th Hour Racing – 56:54 – 5 pontos
4º – Team Brunel – 57:13 – 4 pontos
5º – Team Sun Hung Kai / Scallyway – 58:07 – 3 pontos
6º – Team AkzoNobel – 58:31 – 2 pontos
7º – Turn the Tide on Plastic – 59:39 – 1 ponto

 

Compartilhe: